header top bar

Lenilson Oliveira

section content

152 anos de Cajazeiras

17/08/2015 às 09h40

Por Lenilson Oliveira 

152 anos de emancipação política de uma cidade que tem sua história de lutas remontada ao século XVIII, com os ancestrais do padre Inácio de Souza Rolim, que viria a ser um dos homens de maior destaque nacional no seu tempo, como religioso, educador, gramático e pesquisador, merecendo, inclusive, o epíteto de “o Anchieta do Nordeste”, em alusão ao colégio do jesuíta, originário da cidade de São Paulo, ao lado de igrejas e outros equipamentos comunitários, tal qual ocorreu em Cajazeiras, “a cidade que ensinou a Paraíba a ler”, como a cognominou o grande tribuno Alcides Carneiro.

Em toda a sua trajetória, Cajazeiras se fez diferente por uma natureza própria dos outros povoamentos que se formavam no interior nordestino, muito pela força de trabalho e visão humanista e futurista, ainda com um pé no Iluminismo, do padre Rolim e sua escola da Serraria, abrindo novas perspectivas para as crianças em idade escolar das redondezas e de outras localidades, cujos pais confiavam a educação e formação mesmo ao filho de Vital de Souza Rolim e Ana Francisca de Albuquerque, responsáveis pelas primeiras casas do lugar. 

Um quê de romantismo na origem de Cajazeiras não pode ser negado, desde a decisão de Vital e Ana irem morar com os filhos no Sítio Serrote, de propriedade do pai dela, e, como desbravadores, se instalarem e incentivarem a formação de um ainda tímido conglomerado humano, sobretudo com os parentes que iam trabalhar na fazenda, cuja casa grande era o miolo e centro irradiador de todas as atividades.

Essa história continua se confundindo e se misturando até os dias de hoje, quando a principal força motriz da economia da cidade continua sendo a educação, pelos seus inúmeros cursos superiores e de ensino médio, atraindo milhares de estudantes, professores e outros profissionais de toda a região e de outros Estados, movimentando os setores de comércio e serviços.

O aumento populacional, causando a expansão da cidade e aquecimento do setor de construção civil e, como complemento natura, a “especulação imobiliária”, também advém muito por conta disso: a cidade cresce e precisa se adaptar para receber os novos moradores, inclusive professores e profissionais liberais que resolvem se estabelecer com suas famílias.

Parabéns, Cajazeiras!

Lenilson Oliveira

Lenilson Oliveira

Contato: lenilson.destaque@gmail.com

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

Lenilson Oliveira

Lenilson Oliveira

Contato: lenilson.destaque@gmail.com