header top bar

section content

2014 está começando

08/03/2014 às 14h53

Agora, passado o Carnaval, como de praxe, podemos afirmar que ano de 2014 está realmente começando para todos os envolvidos, direta ou indiretamente, no processo eleitoral que se avizinha.

Sem podermos fugir do lugar-comum, o que observamos, sem citar nomes, é que os mesmos personagens de todos os anos eleitorais “colocam os seus blocos nas ruas” e viram figuras populares entre foliões, ou melhor, eleitores, despojando-se de suas posições sociais, executivas ou legislativas para se misturarem à massa.

No Reinado de Momo, todos se nivelam – alguns por baixo, é verdade – no afã de se mostrarem “povão”, preocupados com as mazelas sociais, jogadas para debaixo do tapete durante o tríduo festivo, mas que voltam com toda a força na “quarta-feira ingrata”.

Mesmo se tornando cada vez mais elitizado, caro e descaracterizado, o Carnaval, antes uma festa popular e espontânea, nunca deixará de ser o marco inicial da pré-campanha para as eleições do próximo outubro, seja em que nível for.

Que outra festa conseguiria reunir tantas mãos para serem apertadas e tantas costas para receberem as impagáveis tapinhas? Os acenos dos nababescos camarotes para o povo também são imprescindíveis, nunca esqueçam!

Caindo em mais um clichê – sempre eles – a célebre citação “pão e circo para o povo”, dita por Vespasiano, imperador da Roma Antiga, quando da construção do Coliseu, nunca deixará de ser autêntica e a mais lastimável verdade, sobretudo em um país como o nosso, cujos maiores ídolos e exemplos são homens que nunca estudaram e enricaram chutando uma bola e onde os valores mais intrínsecos das pessoas e da sociedade são distorcidos pelas telas da TV.

O que esperar de um povo que se orgulha em dizer que o ano só começa depois do Carnaval? Pois bem, o ano está começando. Vamos arregaçar as mangas para repor as economias que se foram de janeiro até agora com impostos, alvarás, licenciamentos e Carnaval.

Quanto à pré-campanha eleitoral, já a mil pelas ruas, que os nossos corações e mentes se afinem e não se rendam e se corrompam para que a consciência coletiva eleja o melhor para todos.

A máxima de que o poder emana do povo precisa ser restaurada. Só assim o bem coletivo será possível.

Como 2014 está realmente começando agora, sejamos todos bem-vindos – e que Deus tenha piedade de nós – ao ano em que o Brasil irá parar em função de uma bola.

Lenilson Oliveira

Lenilson Oliveira

Contato: lenilson.destaque@gmail.com

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

INTERVIEW

Educadora fala da infância difícil e sua trajetória de sucesso: ‘Faltava dinheiro, mas não alegria’

Lenilson Oliveira

Lenilson Oliveira

Contato: lenilson.destaque@gmail.com