header top bar

section content

A culpa parece que é do povo

24/01/2016 às 16h07

Por  Francisco Inacio de Lima Pita

A política brasileira passa por diversos momentos de contradição quando fazemos um verdadeiro relacionamento do que foi prometido pelos políticos nas campanhas e o que vem sendo executado em favor da própria população. Triste é lembrar o pouco interesse da própria comunidade no momento de enfrentar os políticos.

Muitos políticos confundem a política com politicagem. A maioria dos políticos passa o mandato inteiro no palanque, perseguindo seus adversários, utilizando-se de ação até de baixo nível para atacar seus opositores. Esta ação é considerada um verdadeiro analfabetismo político ou desvio do verdadeiro objetivo de um administrador que na verdade, seu principal objetivo é governar para o povo em geral e não para os seus eleitores.

A maioria dos desmandos administrativos é responsabilidade indiretamente do próprio povo que muitas vezes se vendem durante as eleições por pequenos benefícios, como: materiais de construção, pneus para carros e motos, dinheiro em espécie e outros benefícios paliativos que não levam a nada.

As leis proíbem, mas o próprio povo não denuncia e os políticos na sua grande maioria, depois de eleitos continuam administrando para os seus apadrinhados. Muitos passam o mandato inteiro contraindo bens e utilizando-se de laranjas da própria família ou de amigos para não despertar os órgãos fiscalizadores. Permanecem no poder por vários anos fazendo as maiores negociatas desonestas.

Nas campanhas, os eleitores recebem as ofertas e muitos não imaginam o tamanho do erro que está cometendo, políticos corruptos praticam estes atos sem a menor timidez. O eleitor recebe e fica mais um mandato sem ser beneficiado, enquanto os hospitais, escolas, setores da agricultura e etc. continuam sem condições adequada de funcionamento.

Os projetos comunitários, ainda é a forma mais ideal de solucionar todos esses problemas, mas infelizmente vão quase todos de água a baixo, por que não tem direcionamento e quase ninguém para gerenciar esses projetos e nem tão pouco quem cuide com responsabilidade.

Na maioria das localidades rurais onde tem a atuação das associações comunitárias, alguns presidentes destas agregações, quando existem, se aliam aos corruptos administradores que não tem compromisso com o povo, vemos a maioria dos administradores nem se preocupam com as comunidades que representam.

Muitos eleitores  recebem ofertas nas eleições para votar em A ou B, e terminam votando em C e muitas vezes recebe por necessidade,  neste caso a culpa é da maioria dos políticos que não procuram levar benefícios para as comunidades.

O próprio povo tem culpa, nem todos, mas o desconhecimento da forma de administrar é muito grande, o analfabetismo na forma administrativa de um prefeito, os desvios através das licitações, subfaturamentos em obras e outros erros que acontecem em quase todas as administrações, não chega ao conhecimento do povo em geral.

Outro fato interessante não aparece ninguém novo para concorrer nas eleições, seja prefeito, vereador, deputado, senador, governador  e presidente da republica, e quando aparece um nome que nunca administrou pelo menos uma secretaria municipal, mas esta apoiado por pessoal de má fé que já governou e forma errada, e assim vai, poucos se beneficiando e o povão sofrendo as consequências desastrosa de um poder mafioso.

Quero concluir está matéria lembrando, enquanto o povo não se organizar num só objetivo e comunitariamente, grande parte dos nossos administradores irão brincar com os nossos direitos e serem sempre os beneficiados, nem todos, mas a grande maioria dos políticos no Brasil se comporta assim, lembrando primeiro de crescer as suas economias, mesmo que o povo fique na miséria. Temos poucos políticos no Brasil que trabalha em benefício do povo. É lamentável ter que lembrar estes fatos.

Francisco Inácio

Francisco Inácio

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor da EEEM Joaquim Lacerda Leite e Escola Normal São José na cidade de São José de Piranhas – PB. Participa todos os sábados do Programa Radar 104 da Jatobá FM comentando sobre diversos assuntos

Contato: pita.sjp@ig.com.br

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os organizadores do 1º Eco pedal e o garoto prodígio do futebol Luiz Felipe

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Maria Vitória e Rodrigo Almeida 11.08.2017

Francisco Inácio

Francisco Inácio

Francisco Inácio de Lima Pita é Radialista e Professor Licenciado em Ciências e Biologia pela UFPB e UFCG respectivamente. Atualmente é professor da EEEM Joaquim Lacerda Leite e Escola Normal São José na cidade de São José de Piranhas – PB. Participa todos os sábados do Programa Radar 104 da Jatobá FM comentando sobre diversos assuntos

Contato: pita.sjp@ig.com.br