header top bar

section content

A fala de Simon

20/06/2014 às 12h27

Não é uma fala qualquer, porque não é a fala de qualquer um! É a fala da ética, da honradez e da seriedade na política, que chama a atenção de todos nós que queremos uma nação melhor, porque mais justa. 

Refiro-me às declarações recentes de um homem público prestes a completar 85 anos, dos quais 65 dedicados à vida pública como deputado estadual, Ministro da Agricultura, Governador e há 32 anos senador pelo Estado do Rio Grande do Sul. Falo de Pedro Simon.

Numa entrevista a O Globo, nestes dias, entre tantas revelações, este brasileiro de Caxias do Sul sentenciou para acordar-nos: “não esperem nada do Congresso!” E olhe que quem nos diz isso, lá está há 32 anos. Fala, portanto, de cátedra, com conhecimento, com vivência, com experiência como poucos.

E se numa análise primeira e superficial podemos entender isso como uma crítica aos que lá ‘nos representam’, numa observação mais acurada concluo tratar-se de uma crítica aos que lá ‘nos representam’ e a nós próprios. Sim, por que, afinal, os que lá ‘nos representam’ por nós foram escolhidos. Percebe?

Na verdade, o velho e experiente senador, cuja voz não mais ecoará como um hino de emancipação do povo brasileiro no plenário do Senado e do Congresso Nacional ao fim desta legislatura, faz uma crítica de cunho holístico, ou seja, aos que ‘nos representam’ e aos que os escolheram como representantes, quer dizer, a nós eleitores. E o pior é que Pedro Simon tem razão mais uma vez.

Certamente por elegância ao povo a quem tanto se dedicou no Senado Federal, esse brasileiro dos Pampas deixou a verdade nas entrelinhas. Mas nelas também está a solução para um Congresso melhor: um voto melhor!
Não dá para reclamar de corrupção votando em corrupto! E quantos já não foram condenados por malversação, por improbidade e outros que tais, e voltaram à Câmara e ao Senado pelo voto popular?

Da mesma forma para nossos representantes no Poder Legislativo dos Estados. Quantos de lá já saíram pela porta dos fundos e voltaram triunfantes pela porta da frente com o diploma de deputado?

Melhorar sempre é possível, e um Legislativo melhor só depende de nós eleitores. Se não temos um que seja excelente para escolher, escolhamos um que seja melhor. Essa história de escolher o menos ruim, é admitir que não há escolha, e isso não é verdade!

Se temos um eleitorado que não valoriza o voto, teremos um legislativo que não valoriza o eleitor. Assim, fico com Simon: “não esperem nada do Congresso!” E amplio: “não esperem nada do Legislativo!”

S O L T A S
*A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos já não é nem sombra do que um dia foi. Pelo menos em João Pessoa a ECT está uma vergonha. Há tempos que as correspondências chegam às residências com dias de atraso, nos fazendo inadimplentes junto à cartões de crédito, Unimed, etc, além de nos obrigar a arcar com juros. Uma lástima!

*Até o próximo dia 30, limite para realização das convenções, muita gente vai tomar calmante para tentar sobreviver à boataria própria dos períodos eleitorais.

*A barragem Camará foi construída no governo Maranhão, arrombou no governo Cássio e está sendo reconstruída no governo Ricardo Coutinho. Cronologia!

*Carlos (DEM) e Denise (PSB) votam com Ricardo Coutinho (PSB); Vituriano (PSC), Zé Aldemir (PEN) votam em Cássio Cunha Lima (PSDB) e Carlos Rafael (PMDB) vota em Veneziano Vital. Apostas já estão sendo feitas sobre quem terá mais votos: Cássio, Vené ou Ricardo? 

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br