header top bar

Fernando Caldeira

section content

A nomeação de Léa

03/01/2015 às 10h17

O governador Ricardo Coutinho (PSB) se surpreenderá com as qualificações/aptidões da vereadora Léa Silva Santos (DEM) para um cargo político na estrutura administrativa estadual. Ser Chefe da Casa Civil do governo Ricardo 2, entretanto, nunca passou pela cabeça da vereadora de Cajazeiras, tamanha é a “premiação”, ante o histórico da campanha! 

Diferente da surpresa que terá o governador, vereadores e lideranças políticas locais, a exemplo do deputado estadual Jeová Campos (PSB), surpreenderam-se com o anúncio inesperado, o que denota que não sabiam e portanto não foram consultados sobre tal indicação!

Resumo da ópera: a indicação de Léa Silva é obra exclusiva do ex-Secretário Carlos Antônio (DEM), chancelada por sua esposa, a prefeita Denise Albuquerque (PSB) e aceita pelo chefe do executivo que, embora sem a conhecer e ao seu trabalho, a fundo, se rendeu à maioria esmagadora de 8 mil votos obtida no 2° turno da eleição, em Cajazeiras.

E aí o problema: o entendimento majoritário do grupo é de que a maioria de 8 mil votos é fruto de uma construção coletiva e não particular. Trocando em miúdos, os 8 mil votos obtidos por Ricardo sobre Cássio deve-se sim ao trabalho do ex-Secretário Carlos Antônio e da prefeita Denise Albuquerque, mas igualmente aos trabalhos do deputado Jeová Campos e dos demais vereadores, afora Léa. 

Se é assim, murmuram pelos cantos, por que na hora de pedir votos todos são convocados mas, na hora de indicar nome para o governo, pouquíssimos são ouvidos?

Não se confunda tal contrariedade com o nome indicado. Léa Silva tem diversos mandatos de vereadora, tem experiência e tem competência! Não reside aí o problema. O mal estar se instalou, ainda que quase inaudível, pela forma como a indicação e a nomeação se deram: sem ouvir o grupo que esteve no front de batalha defendendo a bandeira socialista!

Aliás, essa insatisfação com o encaminhamento da questão já foi levada ao próprio governador que, a um dos interlocutores, teria pedido paciência.

Aliada de primeira hora do ex-senador Efraim Morais (DEM) e do deputado federal Efraim Filho (DEM), Léa Silva será a porta voz dos reclamos de Cajazeiras e região junto ao Governo do Estado e, dependendo de sua atuação, pode credenciar-se a voos mais altos na eleição municipal de Cajazeiras, em 2016, para os quais, aliás, terá que desincompatibilizar-se do cargo que ocupará a partir de 1° de janeiro, em abril do próximo ano!

S O L T A S
*Um aliado do deputado Jeová Campos (PSB) confidenciou que o mesmo estaria desgostoso com o fato de não ter sido ouvido para a indicação da vereadora Léa Silva (DEM) para o governo!

*Eleitora do deputado José Aldemir (PEN) na eleição recém finda, Léa Silva já ocupa espaços nas emissoras de rádio de Cajazeiras para elogiar Jeová Campos. Ela é craque no jogo político que envolve muita vaidade!

*No último domingo almoçaram na mesma mesa, entre outros, a prefeita Denise Albuquerque (PSB), Carlos Antônio (DEM) e o professor José Maria Gurgel (PT). E as conversas primeira fluíram muito bem, diga-se de passagem!

*A eleição municipal de 2016 em Cajazeiras já é motivo de discussões e contrariedades dentro do grupo político da situação. “Tem gente querendo fazer um camelo passar no buraco de uma agulha”, definiu um de seus membros.

*Domingo é dia de notícia e informação. Domingo é dia de TREM DAS ONZE!

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

PSICOLOGIA NO AR

VÍDEO: Psicólogos debatem comportamento do ‘stalker’ nas redes sociais e quando o amor se torna obsessão

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Batista Independente

MARIA CALADO NA TV

Com muita irreverência, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

ENTREVISTA

VÍDEO: Artista sousense que impressionou o público com suas pinturas fala sobre sua obra e trajetória

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br