header top bar

section content

Acorda Cajazeiras

09/05/2014 às 15h15

Irriquieta, contestadora, reivindicadora, Cajazeiras tem predicados que são próprios de uma cidade pujante na educação e na comunicação. O saber, a palavra, e mais recentemente a escrita facultada lhe conferem o que a muitos possa parecer arrogância, mas não é. Trata-se apenas de buscar direitos que ela reconhece serem seus! E o faz constantemente.

Porém, de tantas reivindicações acumuladas ao longo do tempo, parece que o município se esqueceu de uma extremamente importante. Refiro-me à Transnordestina, ferrovia que vai ligar os portos de Pecém, no Ceará, e Suape, em Pernambuco ao cerrado do Estado do Piauí, numa extensão de 1.728km. 

Com custo atualizado de R$ 6,72 bilhões, “o projeto intenciona elevar a competitividade da produção agrícola e mineral da região com uma logística que une uma ferrovia de alto desempenho e portos de calado profundo que podem receber navios de grande porte”, ensina-nos a Wikipedia, a enciclopédia livre da internet. Porém, ainda que passando próximo a nós, a Transnordestina não entra na Paraíba, não toca em Cajazeiras!

E se ontem as condições econômicas da terra de padre Rolim não justificavam um ramal dessa importante ferrovia, as perspectivas da atualidade mudaram completamente. Com a chegada das águas do Rio São Francisco a Engenheiro Avidos e Coremas-Mãe Dágua, Cajazeiras e Sousa, principalmente, podem se tornar grandes polos produtores agrícolas a necessitarem desse ramal para exportarem sua produção. Mas não vejo ninguém se importando com isso. 

A Transnordestina, atualmente, corta três Estados: Ceará (Itapíúna, Quixadá, Piquet Carneiro, Acopiara, Aurora e Missão Velha), Piauí (Eliseu Martins, Itaueira, Simplício Mendes, Paulistana e Trindade), e Pernambuco (Parnamirim, Salgueiro, Serra Talhada, Custódia, Arcoverde, Cachoeirinha e Estrada. Vejam que a ferrovia praticamente nos tangencia, chegando ao município de Aurora (CE). E por que, então, com as novas perspectivas econômicas de nossa cidade e região não derivar um ramal dessa ferrovia passando em Cajazeiras, proporcionando um canal de escoamento das riquezas do interior paraibano que tendem a crescer?

Ainda há tempo de nos organizarmos e acordarmos para essa realidade: Câmara de Vereadores, Maçonaria, Rotary, Lions, Sindicatos, MAC, Associações, Universidade, Faculdades, Deputados, Senadores…, acordem!

S O L T A S

*Em 6 anos o governo Cássio pavimentou 227,5 km e restaurou 358,5 km de rodovias, num total de 586,0 quilômetros beneficiados. Em 3 anos o governo Ricardo pavimentou 424,6 Km e restaurou 580,0 KM de rodovias, num total 1.004,6 quilômetros beneficiados.

*Dep. Anísio Maia: “Os cacarecos do PT não podem puxar a chapa do PMDB para baixo. Porque nesta condição que ela já está, se cair mais um pouco ela bate no subsolo.”

*Acompanhando a Presidente Dilma Rousseff, o Governador Ricardo Coutinho anunciou o reajuste de 10% do 13° de Bolsa Família aos beneficiados pelo programa, na Paraíba.

*Neste domingo (11) o prog. Trem das Onze entrevista o pré-candidato a dep. estadual Jeová Campos (PSB).

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br