header top bar

José Antonio

section content

As obras da Transposição do Rio São Francisco na nossa região

12/04/2015 às 21h24

Depois de uma visita que fiz as obras do projeto de transposição das águas do Rio São Francisco, me empolguei e resolvi estudar mais sobre o assunto e fiz algumas anotações, que repasso para os amigos interessados na obra, principalmente a que se relaciona a nossa região, que é a do Eixo Norte, na parte relativa aos municípios de Cajazeiras e São José de Piranhas.

META 1N – (140 km): Vai da captação do rio São Francisco, no município de Cabrobó (PE), até o reservatório de Jati, em Jati (CE). As obras passam pelos municípios de Cabrobó (PE), Terra Nova (PE), Salgueiro (PE), Verdejante (PE) e Penaforte (CE).

META 2N – (39 km): Começa no reservatório Jati, no município de Jati (CE), e termina no reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE). Este trecho passa pelos municípios de Jati, Brejo Santo e Mauriti, no estado do Ceará.

META 3N – (81 km): Estende-se do reservatório Boi II, no município de Brejo Santo (CE), até o reservatório Engenheiro Ávidos, no município de Cajazeiras (PB). Este trecho passa pelos municípios de Brejo Santo (CE), Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB), São José de Piranhas (PB) e Cajazeiras (PB).

 O lote 14, que faz parte da Meta 3N, é composto da construção de dois túneis: o Cuncas I, o maior da América Latina para transporte de água, com 15 quilômetros de extensão; e o Cuncas II, com quatro quilômetros de comprimento. A entrada do Cuncas II está localizada no município de São José de Piranhas (PB) e sua saída em Cajazeiras (PB), na localidade conhecida como o Sítio de Janoca, Os dois túneis já estão prontos. 

O lote 7 contemplará, além da construção de um canal por onde correrão as águas do São Francisco, também terá a construção de três barragens, sendo uma delas, a de Boa Vista, em São José de Piranhas, a maior de toda a transposição, com capacidade para armazenamento de mais de 240 milhões de metros cúbicos. (Este número apresenta controvérsias, pois uns afirmam que a barragem terá a capacidade de 185 milhões e outros dizem que são 200 milhões). Outros dois reservatórios, o Morros e Caiçara, também estão sendo construídos na região e, juntos, terão capacidade para quase 10 milhões de m³.

Estas três barragens com distância média de cinco quilômetros uma da outra estão em fase de conclusão no complexo de obras do Projeto São Francisco. Duas delas ficam no município de São José de Piranhas (Morros e Boa Vista) e a de Caiçara, fica no município de Cajazeiras. Segundo técnicos e funcionários das obras, em menos de três meses os reservatórios estarão concluídos.

Estive em cima da parede da Boa Vista, que já esta barrando as águas do Riacho Tamanduá, principal afluente do Rio Piranhas e nela já tem muita água acumulada, que poderá, bem antes da chegada das águas do São Francisco, ser liberada com a abertura de suas comportas, para tomar rumo ao Açude de Engenheiro Ávidos, sem a menor necessidade da construção de canais, já que dela até Boqueirão existe o leito natural do rio. 

O Riacho do Tamanduá por ser o maior afluente do Piranhas, agora com a barragem da Boa Vista, com as chuvas caídas, na sua cabeceira, a água acumulada já seria suficiente para abastecer tranquilamente por mais um ano a cidade de Cajazeiras.

Vale ressaltar que na barragem da Boa Vista estão trabalhando 24 horas por dia, de segunda a sábado e sua parede deverá ficar com 880 metros de comprimento, com mais de 50 de altura, para fechar uma das extremidades do coxo, já que fica entre duas serras. É uma bela e grandiosa obra.

Incluindo as barragens que estão sendo construídas e os açudes já existentes, este complexo que ficará interligado, ultrapassarão os 500 milhões de m³ de capacidade de armazenamento de água, o que poderá ser constituir numa grande riqueza para os nossos sertões.

Será que vou ter o prazer tomar um banho, com as águas do São Francisco, que vão perenizar o Rio Piranhas, que banha minhas garras de terra e nele pescar surubins, dourados ou pacus? Sonho com isto.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br