header top bar

José Dias Neto

section content

Cajazeiras está apta a sonhar ‘GRANDE’

31/08/2017 às 09h06

Cidade de Cajazeiras, Sertão da Paraíba

A administração municipal de Cajazeiras divulgou intensamente a notícia de que após muitas tentativas das gestões passadas, a atual edilidade municipal conseguiu retirar o município do CAUC – Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias do Tesouro Nacional.

Os antecessores de Zé Aldemir sonhavam com isso. Assim foi com Léo Abreu e Carlos Rafael bem como a ex-prefeita Denise Albuquerque, esses gestores, tentaram exaustivamente conseguir este feito, porém mesmo honrando alguns compromissos, o município de Cajazeiras possuía muitos débitos junto ao Governo Federal, e interlocutores confidenciaram à coluna ‘’quando se tira um aparece outro problema’’.

Em 08 meses de gestão, a gestão de Zé Aldemir consegue um feito marcante, em deixar Cajazeiras apta a receber verbas do Governo Federal. Há quem diga que foi fácil, pelo fato de em tão pouco tempo a administração municipal ter conseguido, porém, os secretários responsáveis pelo trabalho garantem ‘’foi um trabalho árduo, muita dedicação em prol dessa prioridade’’.

O município possuía vários impedimentos, débitos quase astronômicos junto à União, com a retirada, estes débitos não são ‘esquecidos’, alguns foram pagos na sua totalidade, de acordo com interlocutores da gestão municipal nesses 08(oito) meses foram pagos algo em torno de quase R$ 4 milhões, outras dívidas foram parceladas, e agora a luta da gestão é manter Cajazeiras com o nome limpo.

Atualmente a cidade de Cajazeiras possui uma população de quase 70 mil habitantes, os cidadãos cajazeirenses, que como qualquer outro, sonha com uma cidade desenvolvida e em progresso contínuo, independente das opções políticas preferenciais de cada um.

Cajazeiras está com o nome limpo. O prefeito Zé Aldemir e seus secretários mais próximos já viajaram para Brasília-DF em busca de convênios já pré-confirmados e em buscas de novos recursos.

Com a aptidão para receber recursos federais, é hora de nossos representantes definirem qual a Cajazeiras que queremos(?).
Na ‘terra do Pe. Rolim’ existem problemas pontuais que precisam de uma rápida ação do Poder Público, agora com a possibilidade de receber recursos federais, facilita a recuperação de toda a malha asfáltica da cidade, tido com um dos principais problemas atuais, mas surge a ideia de execução de obras estruturantes e que são esperadas há anos pela população cajazeirense.

A regularização de Cajazeiras junto ao CAUC poderá ser o divisor de águas para o desenvolvimento que a cidade há anos tanto precisa. Mas a adimplência junto ao CAUC não pode fazer com que os nossos representantes políticos se resumam apenas a obras pré-idealizadas, é hora de pensar grande.

Eis alguns pensamento grandes de quem ama Cajazeiras: Revitalização do morro do Cristo Rei; Criação do Museu do Pe. Rolim; Revitalização e Reurbanização do Açude Grande; Abertura de avenidas; Parque Ecológico de Cajazeiras entre outros sonhos que agora podem sair do papel.

Mas nem tudo é um mar de rosas. A grande luta da gestão municipal de Cajazeiras a partir de agora é manter Cajazeiras regularizada junto à União, missão árduo e que deve deixar os assessores de Zé Aldemir sempre ligados.

A coluna conversou por telefone com exclusividade com o advogado e Procurador Geral do município Ednelton Helejone Bento Pereira, mais conhecido como Jone, veja o diálogo na transcrição na íntegra.

José Dias Neto: Com a regularização do município junto ao CAUC, alguns segmentos comentaram que a gestão não pagaria nada, existe realmente isso?

Jone, Procurador geral: Não existe, tem alguns parcelamentos que tem que ser cumpridos. Sem pagar nada não tem como, as gestões anteriores deixaram muitas dívidas acumuladas. Sem pagar nada não existe isso, o que a gente(Prefeitura) precisa fazer é minimizar o impacto disso e com muita responsabilidade continuar cumprindo. Até hoje estamos honrando os nossos compromissos, de janeiro a agosto estamos cumprindo, mas ainda cada certidão é uma luta e uma vitória, e tem sido assim.

José Dias Neto: Há a possibilidade de Cajazeiras voltar ao CAUC?

Jone, Procurador geral: Existe. Desde que não nos apareça nenhum fato novo, nenhuma surpresa, se os fatos forem apenas esses que nós levantamos, não apreça nenhuma certidão de algum item que a gente desconheça a gente mantém a regularização. Diferentemente das gestões passadas que tiraram por meio de decisão judicial, a gente regularizou pelo cumprimento de medidas, ou seja, a gente continuando a honrar as medidas o município continua apto. É mais fácil continuar como está(apto) depois dessa luta toda do que nas gestões anteriores, pois eram decisões judiciais, e quando as decisões judiciais eram cassadas o município voltava ao CAUC.

JOSÉ DIAS NETO

José Dias Neto

José Dias Neto

José Dias Neto é radialista e atualmente cursa Marketing na FAFIC. Além de atuar na Rádio Alto Piranhas, desempenha a função de repórter e apresentador da TV/Portal Diário do Sertão. Apresenta o programa Trem das Onze na Alto Piranhas AM aos domingos. Contato: (83) 99144-0709

Contato: jdndiario@gmail.com

EMPODERAMENTO

VÍDEO: Associação dos Ciclistas de Cajazeiras promove neste final de semana pedal dedicado às mulheres

OUTRO LADO

Secretário de saúde diz que verbas federais serão mantidas e que o SAMU de Cajazeiras não vai fechar

PRECONCEITO

EM CAJAZEIRAS: Gari revela que as pessoas negam água e restaurantes proíbem entrada para comprar marmita

ABANDONADO

VÍDEO: Após saber da morte da mãe, homem passa fome nas ruas de Cajazeiras e faz apelo emocionante para voltar pra casa

José Dias Neto

José Dias Neto

José Dias Neto é radialista e atualmente cursa Marketing na FAFIC. Além de atuar na Rádio Alto Piranhas, desempenha a função de repórter e apresentador da TV/Portal Diário do Sertão. Apresenta o programa Trem das Onze na Alto Piranhas AM aos domingos. Contato: (83) 99144-0709

Contato: jdndiario@gmail.com