header top bar

José Antonio

section content

Cajazeiras: o que aconteceu de bom em 2017?

05/01/2018 às 08h57 • atualizado em 05/01/2018 às 10h01

(Foto: José Cavalcante)

O município de Cajazeiras obteve algumas vitórias no ano de 2017, embora estivéssemos no olho do furacão da imensa crise que o Brasil vivencia. Não existem motivos para muitas alegrias, mas é fato que o desempenho da economia está superando as expectativas, principalmente no setor de prestação de serviços e no comércio. Não temos dados concretos, mas nos salta aos olhos que não vivenciamos um momento de recessão, muito embora tivéssemos motivos para estarmos neste barco.

Os dados do IBGE indicam que a cidade de Cajazeiras não esta estagnada, até porque tivemos números superavitários de empregos. Na realidade os investimentos na área da construção civil, não tenha estado no ritmo de antes, mas deu sinais de que não parou de tudo.

Como o sertanejo não foge da luta, muitos ao ficarem desempregados ingressaram no mundo da informalidade e tem-se observado que tem aumentado dia a dia os vendedores ambulantes e os pequenos negócios.

A luta para que a cidade implantasse o seu Pólo de Confecções, um projeto audacioso, que está gerando muitos empregos, foi uma das grandes conquistas de 2017, ao lado da Escola Técnica Estadual, responsável pela formação de mão-de-obra especializada para o setor.

A Zona Norte foi agraciada com a tão sonhada adutora, fato que aliviou o sofrimento da falta de água de mais de 50% da população.
Mas, o mais importante é que o município vem sendo agraciado com recursos para investimentos de obras de infra-estrutura, via emendas parlamentares e para compra de equipamentos para a área de saúde.

Vimos a importância, mais uma vez, do quanto é fundamental termos um representante no Congresso Nacional e foi indiscutível o gabinete do senador Raimundo Lira, que se constituiu no mais legítimo porta voz dos nossos anseios e lutas. Ressalte-se também que os quatro meses que o Senador Deca passou substituindo Cássio da Cunha Lima, se constituíram numa grata surpresa e com desenvoltura destravou e emplacou muitos recursos para Cajazeiras.

Infelizmente no plano estadual, o nosso representante, deputado Jeová Campos, por razões que somente alguns conhecem, fez em 2017, um mandato com uma visão global do estado, sendo inclusive eleito como o mais atuante parlamentar, mas o eco de sua voz não atingiu o núcleo do poder e pouco pode fazer por sua cidade.

No plano de saúde pública foi o ano da consolidação do Hospital Universitário Julio Bandeira, que além da realização do concurso público, o governo federal tem repassado os recursos para o seu pleno funcionamento.

Tivemos também a liberação de quase cinco milhões de reais para a realização dos projetos para a construção do novo Hospital Universitário, com capacidade para 200 leitos, fato que torna irreversível a conquista deste importante equipamento que vai colocar a cidade como terceiro pólo de saúde do estado.

Os avanços no setor educacional são visíveis, principalmente no setor do ensino superior, cujo número de alunos ultrapassa os dez mil estudantes e dentre estes se destacam os Cursos de Medicina, que têm proporcionado a vinda de estudantes de quase todos os estados do Brasil, aumentando a cada semestre o número de residentes, o que proporciona mais negócios para muitos setores da economia.

Para a Zona rural, que viveu o sexto ano de seca, o que de mais salutar e importante foi a negociação das dívidas agrícolas e o perdão de juros e correção monetária e os agricultores que estavam com suas terras prestes a serem leiloadas, foram beneficiados com a recuperação do crédito e de suas propriedades.

No setor cultural tivemos o lançamento dos livros sobre a vida política do Poeta Cristiano Cartaxo e sobre a vida de uma das maiores educadoras da cidade: a professora Nazaré Lopes, além da definição do local para a construção do tão sonhado museu da cidade.

O aeroporto está funcionando, com autorização da ANATEL e a sua iluminação para pouso noturno foi concluída e está-se aguardando a sua homologação.

Novas conquistas virão em 2018. Vamos acreditar que somos capazes de vencer obstáculos e desafios. Precisamos viver um novo tempo.

Agradecimentos

Nós que fazemos o jornal GAZETA DO ALTO PIRANHAS queremos agradecer aos nossos leitores, razão maior de nossa luta, aos patrocinadores e parceiros , aos colaboradores, articulistas e funcionários por mais um ano juntos nesta caminhada. Que venha 2018.

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br

VÍDEO

Coordenador da Energisa garante melhoria e dá dicas sobre ‘queda’ de raios durante o período de inverno

ENTREVISTA

No Xeque-Mate, corretor avalia que Cajazeiras é melhor do que Sousa para investir no mercado imobiliário

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe os membros da Associação dos ciclistas de Cajazeiras e região; Confira!

ADVERSÁRIOS ETERNOS

Breckenfeld diz que nunca será candidato a prefeito de São João nem aliado de Zé Aldemir: “Chance zero”

José Antonio

José Antonio

Professor Universitário, Diretor Presidente do Sistema Alto Piranhas de Comunicação e Presidente da Associação Comercial de Cajazeiras.

Contato: altopiranhas@uol.com.br