header top bar

José Ronildo

section content

Décimo terceiro ameaçado

15/12/2017 às 10h08 • atualizado em 15/12/2017 às 11h38

13º Salário

O presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba, Tota Guedes, afirmou que a ajuda financeira do governo federal para os municípios darão um fôlego aos gestores, mas ponderou que em algumas cidades os recursos não serão suficientes para sanar dívidas com fornecedores e pagar os salários de dezembro e o décimo terceiro.

“Vai ser uma grande ajuda. Alguns municípios irão usar o dinheiro para pagar dívidas em atraso com fornecedores, vai dar um aquecimento, mas em algumas cidades não será suficiente, por conta de folhas em atraso”, declarou.

Ele negou que a liberação das verbas, prevista para o final de dezembro, esteja associada a uma ‘ajuda’ do governo federal para os prefeitos pressionarem os parlamentares para votar a Reforma da Previdência.

“O presidente não questionou o apoio dos prefeitos à reforma da previdência. Os R$ 2 bilhões foram um compromisso do governo federal feito no mês passado. O que ele alega é que com a aprovação da reforma, a economia vai melhorar, dará sinais de crescimento, da volta do trabalho, vendas no comércio e indústria”, disse.

Tota Guedes observou ainda que a matéria é de interesse das prefeituras e observou que, em caso de aprovação, passará por um período de transição.

“A reforma da Previdência é do interesse de todos, inclusive, dos municípios. Ela terá que ser enfrentada pelos governos. É preciso ter a consciência de que é preciso fazer alguma coisa para que não haja uma quebradeira como ocorreu em outros países”, finalizou.

Na realidade o que acontece é que na grande maioria, o problema não é falta de dinheiro, mas sim, má gestão, falta de planejamento, apadrinhamento político.

RÁPIDAS

*Alguns vereadores e até secretários não votarão no candidato do prefeito José Aldemir para deputado federal, Agnaldo Ribeiro.

*É o caso dos vereadores, Jucinério Féliz, líder do governo na Câmara e segundo informações recentes, Alysson Lira (Neguin).

*Já entre os auxiliares, não votarão em Agnaldo, a secretária de Políticas Públicas Para as Mulheres, Laurecy Pena Forte e José Maria, ambos do PT.

*Além de Agnaldo, o grupo terá o nome do ex-prefeito Antonio Vituriano, mas não está descartado o apoio a outras candidaturas.

*O prefeito tem dito que saberá respeitar as conveniências políticas de cada um, mas tem demonstrado que os auxiliares e vereadores, além da população deve reconhecer o trabalho de Agnaldo em favor de Cajazeiras.

*Com a chegada da crise, quem deu uma sumida da mídia foi o prefeito de Bernardino Batista, Gervázio Gomes.

*Ele tinha pretensão de disputar um mandato de deputado estadual e vinha propagando suas exitosas ações administrativas naquele município.

*O tempo passa e não se tem notícia a respeito da recuperação da parede e das comportas do açude Engenheiro Ávidos

*Várias cidades do Ceará terão voos regionais em pequenos aviões da Gol, numa articulação do governo do Estado. Enquanto isso nada acontece na Paraíba.

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

TESTEMUNHO AO VIVO

VÍDEO: Pastor sentenciado a 32 anos de prisão diz que foi visitado por Deus na cadeia e saiu em 30 dias

SERÁ CANDIDATO?

VÍDEO: De cortador de cana a vice-prefeito, Marcos do Riacho do Meio fala sobre sucessão a José Aldemir

AO VIVO NA TV

VÍDEO: Servidor da Prefeitura de Cajazeiras cobra salário atrasado e revela situação bem difícil em casa

PARTIDA DA SAUDADE

VÍDEO: 3º Encontro dos Amigos do Atlético reunirá ex-jogadores e terá homenagem a João de Deus Quirino

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br