header top bar

Reudesman Lopes

section content

E os clubes descobrem o poder que a lei lhes dá

15/07/2016 às 00h45

Por Emerson Gonçalves

2º clubes da Série, 20 clubes da Série B, 27 Federações Estaduais de Futebol, esse é o novo colégio eleitoral da Confederação Brasileira de Futebol desde a entrada em vigor da Lei 13. 155 a Lei de Responsabilidade Fiscal no Esporte, em 4 de agosto de 2015. Há quase um ano, portanto. A Lei de Responsabilidade Fiscal no Esporte promoveu uma mudança na Lei 9.615 – a Lei Pelé – em um ponto fundamental, uma mudança com potencial para, literalmente, revolucionar o futebol brasileiro, mas que tem sido, até agora, solenemente ignorada por todos os envolvidos: CBF, Federações, clubes da Série A e B.

Que mudança é essa tão revolucionária? Os clubes podem participar e votar em todas as reuniões e assembleias da Confederação Brasileira de Futebol. Os 20 clubes da Série A já tinham o direito a participar e votar, mas somente na Assembleia Geral Extraordinária Eleitoral. Ora, isso e nada era praticamente a mesma coisa. Ao chegar para a votação os clubes já encontravam tudo pronto, tudo decidido, tudo aprovado pelas 27 Federações. Por exemplo: os 20 clubes juntos dificilmente conseguiriam apresentar uma chapa alternativa, pois para disputar a eleição uma chapa teria que ter a aprovação de no mínimo 7 Federações e 5 clubes. Conseguir 5 clubes seria fácil, mas, como conseguir 7 Federações numa estrutura viciada? Em termos práticos seria uma impossibilidade.

A Lei de Responsabilidade Fiscal alterou de forma radical essa realidade. 35 dos 40 clubes das duas Séries principais estiveram reunidos em São Paulo para discutir o acesso às contas e reuniões da Confederação Brasileira de Futebol. A ideia era pedir à CBF mais acesso as contas e reuniões e assento nas reuniões. Como assim… Pedir? Por que pedir por algo que é direito legitimo – como sempre foi – e é também direito legal, agora? Em casos como esse não se pede, exige-se!

Contando, para isso, com total amparo da lei. Agora, espera-se que, com total participação dos nossos clubes, possamos enfim ver o futebol brasileiro caminhando mais firme e que os verdadeiros protagonistas dos espetáculos que são clubes e jogadores possam rever os seus conceitos quanto a estrutura e organização do futebol nacional, esse, de fato é o caminho, ou seja, a valorização dos clubes como mola propulsora do futebol brasileiro e não a CBF e as Federações estaduais.

Aprovado
A Escola de Futebol Estrelas do Futuro realizou em Cajazeiras, no Estádio Perpetão, a Avaliação Final do Sport Clube do Recife, com a presença do coordenador geral das categorias de base, Coronel Genivaldo Cerqueira, e o observador oficial, João Melo Maradona, nos quais participaram 35 atletas já aprovados nas pré avaliações técnicas já realizadas nas categorias sub 15, 17 e 19, dos Estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. A comissão aprovou na avaliação final o atleta, Otávio Henrique, meia direita, 2002, sub 15, da cidade de Cajazeiras, que se apresentará em média de 40 dias ao clube.

Raposa tricolor
O Campinense Club é só torcida pelo Santa Cruz que disputa com o Vasco da Gama a classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. Explico: Como a Raposa ficou com o vice campeonato da Copa Nordeste e tendo o Santa Cruz se sagrado campeão desta competição, o tricolor pernambucano tem automaticamente garantida a sua vaga na Copa Sul Americana, mas, se o Santa passar pelo Vasco da Gama na Copa do Brasil será o Campinense elevado à competição sul americana já que o time pernambucano continuará no torneio nacional. Dia 20 tudo será decidido e até lá a Raposa fica na expectativa de ser o primeiro clube paraibano a disputar uma competição continental.

BOLA DENTRO
Para a Copa Paraíba Sub 19. Um excelente momento para os meninos mostrar que são capazes de chegar ao profissional com imensa qualidade técnica. Essa competição merece a NOTA 10!

BOLA FORA
Para os clubes do futebol profissional do nosso pobre estado da Paraíba que não entendem ser na base o início de tudo. Infelizmente entre estes estão Atlético e Paraíba de Cajazeiras. NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Em Continência ao Senhor Jesus com a participação dos membros da Igreja Batista Nacional

XEQUE-MATE

Xeque Mate recebe roteirista e atores do filme cearense e independente “Os Olhos de Alice” ; CONFIRA!

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Samita e Dimas Andriola

RESUMÃO DA RODADA

Diário Esportivo lista principais acontecimentos da oitava rodada do Campeonato Paraibano

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br