header top bar

Reudesman Lopes

section content

Falta projeto e interesse

05/05/2017 às 18h31 • atualizado em 05/05/2017 às 18h32

FPF aprovou regulamento do Paraibano de 2017 no fim do ano passado (Foto: Divulgação / FPF)

A semana que passou foi encerrada com vários noticiários da imprensa esportiva paraibana dando ênfase a fala do presidente da Federação Paraibana de Futebol que estava a anunciar a redução do número de clubes da primeira divisão do nosso futebol. É evidente que, quem acompanha o futebol nacional, mais especificamente a política deste, sabe perfeitamente que nos grandes centros a “morte” dos tradicionais campeonatos estaduais é apenas uma questão de tempo.

E, qual a causa desta nossa previsão? É que estes grandes clubes estão mais é preocupados com a Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro, Taça Libertadores das Américas, Copa Sul Americana e assim o calendário vai se afunilando e consequentemente o interesse pelos estaduais vai caindo como vimos o que vem acontecendo no Rio de Janeiro quando ao longo desta competição os grandes clubes resolveram colocar times alternativos para os seus jogos o que, decerto, minimizou por demais a presença da torcida em campo. Mas, isso é lá para as bandas do sul do país onde o futebol é outro futebol.

Aqui, na nossa pobre Paraíba, devemos entender que a “prioridade” deveria ser o nosso Campeonato Estadual que é ele que leva os nossos representantes para os brasileiros, Copa Nordeste e Copa do Brasil, mas, infelizmente, não é assim que pensa a direção da Federação Paraibana de Futebol, ela acha que diminuindo os clubes é o melhor para todos. Em entrevista a um noticiário esportivo, o presidente do Sousa Esporte Clube, Aldeone Abrantes, no alto da sua experiência como um dos grandes dirigentes do nosso futebol, não minimizou, afirmou que a “FPF tem preguiça em pensar, planejar” e foi mais além taxando o ato de redução dos clubes da primeira divisão do paraibano como “ato de covardia”.

Vou caminhar ma mesma linha de pensamento de Aldeone, entendendo que falta projeto, planejamento para que a FPF possa nos dar um campeonato com mais motivação e participação. Como seria bom se a FPF convocasse os clubes e seus dirigentes, a imprensa esportiva, e mais os desportistas interessados em pensar o nosso futebol. A atitude de Amadeu Rodrigues me surpreende, esperava mais “democracia” para com a condução da Federação Paraibana de Futebol.

A redução dos clubes que compõem a primeira divisão não pode ser atribuída ao “calendário” e sim a falta de um planejamento quanto ao campeonato paraibano. Mas, se eles têm dificuldade em fazer uma tabela, imagine de pensar soluções de melhorias para o paraibano.

II Copa de Futebol de Base

A Escola de Futebol Estrelas do Futuro realizou tendo como local o Arena Esporte, Congresso Técnico referente a realização da II Copa de Futebol de base Estrelas do Futuro que vai acontecer no período de 06 a 11 de junho, nas categorias sub 5, 7, 9, 11, 13 e 15, a boa novidade é que as inscrições serão totalmente gratuitas. Nesta oportunidade foi apresentado e entregue o regulamento, fichas de inscrições, premiação, arbitragem e já sorteados as chaves e os jogos que se realizarão nesta competição. Nove escolinhas já estão devidamente regularizadas e inscritas: Estrelas do Futuro, Nossa Senhora de Lourdes, Barrozo, Melo, AABB, Camisa 10, Zona Norte, Crac e Sambatuck.

É ouro

Exemplo de atleta em sua modalidade, o Atletismo, Rebeca Café, vem se destacando em todas as competições que participa ao longo dos anos. A sua mais nova conquista, chegou neste domingo que passou quando nas provas pelo Campeonato Paraibano de Atletismo ela conseguiu a primeira colocação no Salto em Distância, portanto medalha de ouro. Rebeca também levou a medalha de prata, segunda colocação nos 100 m e ganhou medalha de bronze, terceiro lugar na prova dos 200 metros. Bom Lembrar que como Cajazeiras não tem nenhuma pista de Atletismo essa fenomenal Rebeca treina em chão de terra batido.

BOLA DENTRO
Para a recuperação do Ginásio da FAFIC, antiga quadra do Colégio Diocesano Padre Rolim. Estive vendo a beleza que ficou e que se ganha mais um espaço para a prática esportiva. Parabéns a direção da FAFIC. Merece a NOTA 10!

BOLA FORA
Para o “desemprego” da arbitragem paraibana logo após a final do paraibano. Proibidos de apitar jogos pelas competições organizadas via CBF, terão que se contentar em ver os jogos pela TV até seja apurado o caso do áudio. Merecida NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!

TEM POTENCIAL

VÍDEO: Atleta cajazeirense pede ajuda pra realizar sonho de correr a São Silvestre; veja como patrocinar

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br