header top bar

section content

La Niña se configura em Novembro, mas é muito fraca

21/11/2016 às 15h19

O fenômeno climático e oceânico La Niña se configurou há poucos dias, no entanto, sua intensidade fraca, deve favorecer um padrão de chuvas normal ou ligeiramente acima da média para o semiárido da Paraíba até o mês de Janeiro, está, portanto descartada a possibilidade de muita chuva no Cariri, Sertão e Alto-sertão do estado nos meses de Dezembro e Janeiro, conforme afirma o físico, meteorologista e mestre em Meteorologia Rodrigo Cézar Limeira.

 De acordo com o estudioso, as águas na região central do Oceano Pacífico, também chamada região do Niño 3,4, a que tem influência no padrão dos ventos em altitude sobre o semiárido, estão atualmente com temperatura na faixa de 0,5°C abaixo da média, que é a temperatura mínima necessária para o estabelecimento do fenômeno. Dessa forma, Rodrigo espera pouca influência desse fraco episódio do fenômeno La Niña nos próximos 02 meses no semiárido paraibano.

 Chuvas em Outubro confirmaram previsões de pesquisador:

 De acordo com Rodrigo Cézar Limeira, Outubro não teve influência do fenômeno La Niña, mas conforme o estudioso previu, ocorreram chuvas em alguns municípios do Alto-Sertão, dentro de uma condição climática normal para o citado mês:

 A precipitação média de Patos em Outubro é de 4 mm, e choveu 00 mm no citado mês. Em Pombal, a precipitação média em Outubro é de 5 mm, e choveu 00 em Outubro. Em Sousa a precipitação média em Outubro é de 10 mm, e choveu 12 mm.Em Bonito de Santa Fé a precipitação média em Outubro é de 17 mm, e choveu 22 mm.

 Sendo assim, os dados observados de chuvas em Outubro no semiárido do estado foram próximos das médias normais para o citado mês nos mencionados municípios.

O normal para Patos e Pombal, é chover muito pouco em Outubro, e não choveu nada, fato que mostra um padrão de chuvas próximo da normalidade, o mesmo raciocínio pode ser considerado para Sousa e Bonito de Santa Fé, onde também choveu próximo da média, e a Meteorologia trabalha com aproximações.

 Cajazeiras não registrou chuva em Outubro, mas sua precipitação média é de 17 mm para ocitado mês, fato que não implica num cenário ruim para 2017. A grande limitação neste caso é a delimitação dos locais onde essas chuvas isoladas devem cair, explica o estudioso. O fato de ocorrer um pouco de chuva em Outubro é positivo, pois sinaliza que o clima do semiárido voltou ao normal. Com o El Niño, geralmente não chove praticamente nada em Outubro e Novembro, e em Outubro já foram registradas chuvas, fato que é animador, pontua.

 Ainda de acordo com o estudioso, foram registradas chuvas em 06 municípios do alto-sertãono referido mês, confirmando que não há mais influência do El Niño no clima do semiárido. O citado fenômeno dissipou no final de Maio, porem seus sinais ainda podem ficar presentes na atmosfera do semiárido por até 04 ou 05 meses posteriores.

  Assim, o estudioso Rodrigo Cézar Limeira, mantem a previsão de chuvas isoladas em Novembro e Dezembro no semiárido do estado, mas dentro de um padrão normal, ou ligeiramente acima da média, fato que indica pouca chuva para esse final de ano no Cariri, Sertão e Alto-sertão da Paraíba.

 Para o mês de Janeiro, o estudioso diz que os índices serão mais elevados, e há possibilidade de chuvas mais significativas no semiárido do estado.

 Rodrigo Cézar Limeira é:

  * Formado em Física pela Faculdade Chaffic – São Paulo/SP – 2012, e Físico do NEPEN (Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste) de Julho de 2012 a Março de 2015, coordenando o Espaço Energia(Museu da Eletricidade da Energisa) em Sousa/PB, e desde Dezembro de 2015 é consultor de clima da empresa Federal Energia de São Paulo-SP;

 (Editor do Portal de Jornalismo Científico‘‘Ciência em Foco‘‘) www.cienciaemfoco.com ;

 Palestrante e estudioso da Radioatividade na Telefonia Móvel, Eficiência Energética, Física dos Raios ,Física do Aquecimento Global e Lei da Atração da Física Quântica;

 *Formado em Meteorologia (Física de Fluidos Aplicada à Troposfera Terrestre) pela UFCG – Campina Grande/PB – 2006;

 *Mestre em Meteorologia (Física de Fluidos Aplicada à Troposfera Terrestre) pela UFCG – Campina Grande/PB – 2008.

* Escritor (poeta) colunista Portais Maispatos.com (www.maispatos.com) e Patos Metrópole (www.patosmetropole.com.br) e Diário do Sertão (www.diariodosertao.com.br) e teve quase 200 artigos jornalísticos publicados no site de notícias Patosonline.com. É membro da AISP (Associação de Imprensa do Sertão Paraibano), e presta assessoria em “Física Aplicada ao Cotidiano” para as rádios de Patos desde 2009, Sousa desde 2012 e Imaculada e Uiraúna desde 2016, com 77 entrevistas já concebidas, abordando temas da Física em que é especialista como Meteorologia, Física dos Raios, Física do Aquecimento Global, Eficiência Energética, Radiatividade na Telefonia Móvel e Lei da Atração da Física Quântica. É titular da Cadeira 483 da AVBL – Academia Virtual Brasileira de Letras, Titular da Cadeira 90 do Clube dos Escritores Piracicaba, Titular da Cadeira 22 da Academia Patoense de Letras, tem poesias publicadas em 54 antologias literárias e premiadas em 64 concursos literários, além de integrar inúmeros sites de entidades literárias. É também autor de 33 artigos científicos, tendo sido pesquisador bolsista do Cnpq durante 05 anos. Também lecionou Física durante 05 anos e meio, e Matemática durante 01 ano e meio na rede estadual de ensino do estado da Paraíba.

Rodrigo Limeira

Rodrigo Limeira

Rodrigo Cézar Limeira
Formado em Física pela Faculdade Chaffic – São Paulo/SP – 2012;
Formado em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2006;
Mestre em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2008;
Físico do NEPEN (Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste) de Julho de 2012 à Março de 2015, Editor do Portal Ciência em Foco: (www.cienciaemfoco.com) e Consultor de Clima da Empresa Federal Energia desde Dezembro de 2015.

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Rodrigo Limeira

Rodrigo Limeira

Rodrigo Cézar Limeira
Formado em Física pela Faculdade Chaffic – São Paulo/SP – 2012;
Formado em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2006;
Mestre em Meteorologia pela UFCG – C. Grande/PB – 2008;
Físico do NEPEN (Núcleo de Estudos e Pesquisas do Nordeste) de Julho de 2012 à Março de 2015, Editor do Portal Ciência em Foco: (www.cienciaemfoco.com) e Consultor de Clima da Empresa Federal Energia desde Dezembro de 2015.