header top bar

Reudesman Lopes

section content

Lances da Política na Região

12/12/2007 às 16h23

Lance número um:
Por ocasião da festa de emancipação política de Uiraúna, que aconteceu no último domingo, dia 2 de Dezembro, a Câmara Municipal homenageou, com a comenda Joça Claudino e medalha, Dr. Osvaldo Cascudo, diversas personalidades daquele município, por emprestarem seus relevantes serviços aquela gente. Mais de 10 pessoas foram agraciadas com essas honrarias, que foram instituídas pelo poder legislativo uiraunense, como forma de reconhecimento aqueles, que se destacarem em suas atividades profissionais e assim propagarem o nome de Uiraúna além fronteiras. Dos destaques naquela data contemplados, enumero o nome de duas pessoas, que de forma discreta, tem contribuído com a elevação do nome de Uiraúna, engrandecendo-o ainda mais. São as figuras do comerciante Deusdete Soares, que é um dos precursores do desenvolvimento comercial daquele município, além do eterno delegado pingo d’água, que leva o nome de sua terra, ao reconhecimento de toda a região. Os demais agraciados, não são menos importante nessa seara de contribuição ao desenvolvimento de Uiraúna. Parabéns à todos, extensivos aos vereadores com lugar na casa de Olinto Pinheiro, que em boa hora aprovaram tão reconhecidos títulos.

Lance número dois:
Há muito tempo foi acesa a fogueira e que a cada dia recebe mais lenha, para que o seu fogo queime mais intensamente. Essa é a sensação a que todos em Poço de José de Moura chegam, ao singelamente analisarem a disputa municipal para 2008. Vamos detalhar melhor essa afirmação. Assim que ganhou a eleição em 2004, a prefeita Aurileide Moura, empolgada pela larga margem de votos, disseminou naquela terra, que para sua sucessão, em 2008, elegeria qualquer pessoa. Foi mais longe, disse que até um sabugo seria eleito se fosse o seu candidato. Acontece que havia por parte da prefeita, um acordo com o seu tio Peixe Moura. No início deste ano ela cumpriu a promessa e lançou à chapa que iria disputa a sua vaga de prefeita em 2008, o nome do seu tio, foi realmente alçado a condição de pré-candidato a prefeito. Agora, o que se percebe é um intenso desejo de que Peixe Moura se afaste do páreo. Dois motivos são ensejados pela própria prefeita, para justificar a sua vontade. Primeiro, ela tem confidenciado a pessoas mais próximas, que o nome do tio não emplacou e assim dificultaria uma eleição tranqüila. Segundo, que o nome do vereador Paulo Braz, caiu na graça do povo e é um nome muito forte, capaz de suplantar todo o esquema oficial e levar a prefeitura para a oposição. Quando nós falamos que a fogueira queima de forma intensa, queremos dizer, que a Aurileide é a mais interessada nessa queimação de Peixe Moura, pois iria satisfazer o seu desejo de emplacar a candidatura da sua sobrinha, Veluma Moura, que é a sua preferida, até como forma de se manter no poder. Com ela a sua influência estaria assegurada. Com Peixe Moura não seria assim. Porém uma pergunta não se cala diante dessa constatação. Por que essa queimação com o nome do tio, se a prefeita Aurileide Moura, propagou de forma alardeada, que elegeria até um sabugo para substituí-la em 2008 e, a gora quer, justamente queimar uma candidatura de um homem, que o defeito que enseja é ser sério e cumpridor dos seus compromissos? Todo mundo em Poço de José de Moura tem uma resposta para essa pergunta. É a vontade da prefeita de se perpetuar no poder e Peixe Moura, não se enquadraria na sua forma de administrar, não tem essa de que ele não teria emplacado, afinal de contas se ela disse que elegeria até um sabugo, porque não apoiar de forma incondicional o seu tio. Mas, agiu de forma contrária, lançou o seu nome, o jogou as traças e ao desgaste, para que o mesmo se sentisse rejeitado, sem lhe proporcionar o devido respaldo. Assim é uma grande falta de respeito, com uma pessoa que não merece, nem de longe, esse tratamento. Por outro lado e em decorrência a essa armação, a família de Peixe Moura já promete responder a altura a essa traição e covardia por parte da prefeita, caso ele seja compelido a se afastar da disputa, prometem dá o troco e apoiar a pré-candidatura do também sobrinho, Paulo Braz. Pense num imbróglio dos grandes.

Lance número três:
Há quem diga em Triunfo, que o prefeito Damísio Mangueira é mesmo um homem de muita sorte na condução da política naquele município. No momento que enfrenta dificuldades para definir uma chapa de consenso, que possa viabilizar tranqüilidade a eleição do tio Itamar Mangueira, a cidade vive a efevercência dos últimos acontecimentos, que vieram a tona com a informação dando conta da possibilidade da existência do petróleo na área territorial do município de Triunfo. Ele avoca para si essa probabilidade e faz um grande carnaval de informações acerca do assunto nos meios de comunicação da região e de toda a Paraíba. As notícias veiculadas sobre o fato afastam do foco da disputa municipal, ameniza os ânimos dos concorrentes a vaga de vice-prefeito e no final dá mais fôlego ao prefeito, para gerir as incongruências advindas com a concorrência. Quando a pessoa tem sorte é assim como Damísio Mangueira, que deve ter nascido com os pés pra frente. Mesmo assim é preciso muito cuidado, principalmente com o crescimento dos descontentes com a condução do processo, que possa ainda mais se contrapor a uma decisão indesejável no desfecho final da escolha do candidato a vice.

Lance extra:

Não há esse clima de animosidade na Câmara Municipal de Santarém. Todos os trabalhos legislativos ali desenvolvidos vêm acontecendo de forma ordeira e pacífica. O que vez por outra pode ocorrer são discussões dos projetos ali colocados em tramitação, principalmente emanados do poder executivo, já que a oposição diverge da sua aplicabilidade. O que é um fato bastante natural. Essas foram palavras do presidente da Câmara Municipal daquele Município, o vereador Expedito Leite, para responder sobre uma informação que demos aqui, que dava conta do acirramento e conseqüente dificuldade na condução dos trabalhos legislativos daquele poder. Fato esse evidenciado e tornado público, pelo rompimento da vice-prefeita Lucrecia Barbosa, que levou a reboque uma forte bancada de cinco vereadores. Na ótica de Expedito, os recentes episódios verificados no plenário da casa José Gualberto de Andrade, momento em que foi necessária a pronta intervenção policial, não passou de acontecimentos normais. Ele finalizou a sua explicação, justificando que a presença da polícia no recinto da Câmara é uma necessidade para que se acalme os ânimos das pessoas que assistem as sessões, nunca para intervir em possíveis brigas dos próprios vereadores.

Outro Lance:

Ainda continua indefinido a situação do PTB de São João do Rio do Peixe. As duas partes litigantes, leia-se: TantanAírton versus Lavoisier/Zé Aldemir, já entregaram ao diretório estadual, as suas respectivas defesa e argumentos, para dessa forma comprovarem as suas disposições de comandar o partido naquele município. Atualmente,a legenda é dirigida pelo empresário Tantan Pires, que tem argumentos de sobra para justificar a sua permanência a frente do partido. Ele afirma de maneira muito consistente, que não é lícito nem justo ter o partido arrebatado das suas mãos. Ao se referir aos vereadores filiados ao PTB e que são integrantes da bancada do prefeito e discípulos do deputado José Aldemir, no caso específico, Teodomiro, Nenenzinho e Marcos do Jerimum, há espaços generosos e importantes na formatação da chapa majoritária encabeçada por Aírton Pires aos três edis. Ele aproveita a ocasião, para tranqüilizar à todos, que em sendo confirmado a sua permanência na direção do partido, vai empreender, de forma respeitosa, um diálogo franco e aberto, junto aos três vereadores e que jamais irá enveredar por qualquer artifício, que se configure em ato de perseguição aos atuais representantes do PTB na Câmara Municipal de São João. Finalmente, o que se sabe sobre esse imbróglio é que uma decisão deve ser anunciada até o final do ano, pelo seu presidente estadual, deputado federal Armando Abílio. Mesmo sendo incerto arriscar um palpite e pelo fato de ter experimentado expediente semelhante em Poço de José de Moura, me inclino por acreditar, que se quiser fazer justiça, o correto é que o partido permaneça com o atual presidente, Tantan Pires. Outro desfecho parece ser golpe.

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br