header top bar

section content

Mais impostos e cortes no orçamento

21/09/2015 às 12h57

Por José Ronildo

Adiamento do reajuste do salário dos servidores públicos, de janeiro para agosto de 2016; suspensão de concursos públicos; redução de repasses para o programa Minha Casa, Minha Vida. Essas são algumas das nove medidas anunciadas pelo governo federal para cortar em R$ 26 bilhões os gastos púbicos do orçamento para 2016. Com as mudanças, o Executivo espera reverter o déficit primário de 0,34% do Produto Interno Bruto (PIB) em superávit de 0,7%.

A principal economia deve vir com o adiamento do reajuste dos servidores federais, que deve garantir mais R$ 7 bilhões aos cofres públicos e cancelamento de concursos públicos. Com os cortes no Minha Casa, Minha Vida, o governo espera economizar R$ 4,8 bilhões. Já a suspensão dos concursos públicos deve garantir mais R$ 1,5 bilhão ao orçamento.

O governo anunciou ainda outras medidas como a redução de R$ 2 bilhões em despesas discricionárias com cargos comissionados (DAS). Também deve ser eliminado o chamado abono de permanência, benefício remuneratório pago a servidores que têm idade para se aposentar mas que permanecem na função. Nesse caso, será preciso aprovar uma emenda à Constituição. Para o próximo ano, os gastos previstos com o abono são de R$ 1,2 bilhão.

O governo propõe a volta, em caráter temporário, da extinta CPMF, com alíquota de 0,20%, percentual inferior ao de 0,38% que vigorou até 2007. Os ministros também informaram que pretendem reduzir o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF).

Após o anúncio a presidente Dilma Roussef convocou mais uma vez os governadores para pedir apoio junto aos deputados e senadores para aprovação do pacote. A presidente, durante a campanha eleitoral pintou um País que na realidade estava com os dias contados; gastou demais, criando inúmeros programas sociais e depois do pleito o Brasil mergulhou em uma grave crise econômica e polícia, turbinada pela roubalheira na Petrobras, inclusive para financiar campanha do PT e até de partidos da oposição.

Reação
O senador Cássio Cunha, líder do PSDB, reagiu ao anúncio do governo federal que pretende ressuscitar a CPMF. As chances de aprovação de mais carga tributária, como a volta da CPMF, são bastante limitadas no Congresso, observou. Ele também defendeu um debate com a sociedade para discutir as propostas apresentadas pelo governo. O caminho de ajuste via aumento de carga tributária é muito mal visto pela sociedade e pelo Congresso. Teremos que conhecer mais de perto as propostas e se há um fundo de credibilidade do governo para pôr em prática essas propostas. Teremos que ouvir todos os setores da sociedade, falou.

São João do Rio do Peixe
O empresário Wagner Brekenfeld denunciou que as licitações em São João do Peixe são fraudadas para beneficiar os negócios do prefeito, irmãos, familiares e amigos. Se a Federal fosse a São João, sobravam poucos. Virou um balcão de negócio e de forma escancarada, disse. Por falar em São João do Rio do Peixe, segundo denúncias feitas na imprensa regional, os servidores contratados estariam com salários atrasados em quatro meses.

Raimundo Lira
O senador Raimundo Lira disse que o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo é o nome, hoje, que reúne as melhores condições dentro do PMDB para vencer as eleições municipais em Campina Grande, em 2016. Da mesma forma, Lira destacou que Veneziano é um bom nome para disputar o Governo da Paraíba, em 2018.
 O senador afirmou também que as eleições estaduais de 2018 passarão, necessariamente, pelo pleito municipal de 2016 e que no ano que vem, as atenções políticas de toda a Paraíba estarão voltadas para as disputas municipais, sobretudo em Campina Grande, onde o PMDB dispõe da pré-candidatura de Veneziano Vital.
 
Poço de José de Moura
Comenta-se que a prefeita Aurileide Moura, de Poço de José de Moura já tem o nome para ser a candidatura a prefeita, caso ela seja impedida pela justiça. Trata-se da sua sobrinha, ex-vereadora e ex-presidente da Câmara Municipal, a jovem Veluma Moura. Aurileide já foi condenada por um grupo de juízes nomeado pelo Tribunal de Justiça e por determinação do CNJ, para julgar todas as ações de improbidade administrativa, que não são poucas e pela 8ª Vara Federal, em Sousa. Ela acredita que vai conseguir ser absolvida de todas as acusações.

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

José Ronildo

José Ronildo

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

Contato: altopiranhas@uol.com.br