header top bar

Fernando Caldeira

section content

O bom feijão com arroz

23/12/2016 às 14h11

Dez em cada dez brasileiros, se perguntados, vão dizer que feijão com arroz não pode faltar no almoço! É, como se diz, a preferência nacional.

Que tenha o macarrão, a farofa, a salada, o bife…, etc mas, se não tiver feijão com arroz, desanda.

Pois é isso o que os administradores municipais que assumem dentro de poucos dias devem fazer em suas gestões: o bom feijão com arroz! Explico: não adianta que o gestor realize o carnaval, o São João, as festas tradicionais, apoie as vaquejadas e os times de futebol da cidade, entre outros salamaleques do gênero, se o município não tiver uma eficiente coleta de lixo, se as ruas não estiverem bem iluminadas, se as escolas não tiverem merenda de qualidade, se os postos de saúde não tiverem médico e medicamentos, se as estradas vicinais não estiverem em boas condições, e se os salários dos servidores não estiverem em dia.

Esse é o feijão com arroz da administração pública. É isso que os munícipes esperam do gestor que assume em 1º de janeiro. Sem isso, nada mais agradará. Porque, como disse, não adianta o macarrão, a farofa, a salada, o bife, se não tiver o feijão com arroz. Essa é a base alimentar dos brasileiros, como coleta de lixo, ruas iluminadas, merenda de qualidade, médicos e medicamentos nos PSF´s, estradas vicinais conservadas e salários em dia é a base da administração pública municipal.

De que adianta que um administrador realize um carnaval com grandes e famosas bandas da Bahia, por exemplo, quando a merenda nas escolas é cuscuz e biscoito o tempo todo? De que vale um São João com Aviões do Forró se quem precisa não encontra médico e/ou medicamento no posto de saúde? Pra que “investimentos” outros se o acesso à zona rural é precário?

É preciso cuidar da base administrativa, do seu bom funcionamento, porque ela faz parte do dia a dia dos cidadãos, cuja moradia e vida se dão nem é na República nem no Estado, mas no Município. Sem essa base, tudo o mais será passageiro, fugaz e logo cairá no esquecimento.

O que fica para os que pagam seus impostos são os serviços públicos com qualidade que justifique aqueles pagamentos! De outra forma nenhum dos senhores que agora assumem conseguirá o reconhecimento dos que lhe delegaram representá-los. Daí para perder o voto é um pulo.

S O L T A S

 . Muitos ‘caíram do cavalo’, como se diz, ao imaginarem que o empresário Deca se acanharia se assumisse o mandato de senador, com a licença de Cássio Cunha Lima;

. Deca não só assumiu como deu conta do recado nos 4 meses em que participou ativamente dos debates em plenário, nas comissões, e ainda nas visitas a órgãos federais e ministérios;

. Recebeu deputados, prefeitos e vereadores, encaminhando seus pleitos na capital federal, demonstrando muita intimidade com o legislativo federal;

. A propósito, Deca avalia se concorrerá a cargo eletivo em 2018. Uma coisa já está definida por ele: se for concorrer, será a cargo de titular e não mais suplente!

. Por falar na Câmara Alta do Congresso Nacional, eis que o também senador cajazeirense Raimundo Lira (PMDB) surge como possível de ser o candidato do seu partido à Presidência do Senado, substituindo Eunício Oliveira, que analisa desistir da disputa.

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br