header top bar

José Anchieta

section content

O novo cenário estadual

06/03/2014 às 18h34

O quadro sucessório estadual continua gerando fatos novos, principalmente depois do racha no esquema governista. Um dos pontos mais comentados, ultimamente, é a possibilidade de entendimento já no primeiro turno entre o PMDB e os partidos do chamado Blocão, integrado por PP, PT e PSC, os dois últimos já com pré-candidaturas lançadas ao governo.

Essas siglas fazem parte da base de sustentação do governo Dilma, e podem ser convidadas pelas cúpulas em nível nacional a fechar uma aliança para as próximas eleições no Estado.  As articulações, nesse sentido, já estão sendo feitas, sob a alegação de que é preciso fortalecer o palanque da disputa presidencial na Paraíba. Pelo menos, é o que mais se comenta, atualmente, nos bastidores.

Os analistas paraibanos acreditam que haverá um esforço enorme para se ampliar as coligações com o maior número de partidos possível, diante de um quadro provável de três candidaturas fortes disputando a sucessão estadual, além das legendas que apresentarão postulações independentes das forças mais tradicionais.

Esse cenário pré-eleitoral vem sendo movimentado de todos os lados, mas ganhou impulso depois da decisão do senador Cássio Cunha Lima de admitir sua candidatura ao governo. Além do tucano, o governador Ricardo Coutinho e o peemedebista Veneziano Vital entraram em campo e movimentaram o tabuleiro político.

Passado o período carnavalesco, espera-se mais movimentação de bastidores nos próximos dias, principalmente no campo oposicionista, com a possível nomeação do senador Vital do Rego para o Ministério do Turismo. Aliás, a imprensa nacional tem noticiado que está praticamente acertada a indicação do paraibano para o Ministério da presidente Dilma.

Com Vital no Ministério, o PMDB e as oposições apostam em nova musculatura política para o próximo embate. O atual suplente Raimundo Lira assumirá a vaga de senador, devendo se constituir, na avaliação de alguns líderes e observadores, num importante reforço para as eleições.

A verdade é que a Paraíba vive um momento de muita efervescência política, e a possibilidade real de uma eleição das mais disputadas nos últimos tempos. No âmbito partidário, o embate já começou, com todos os agentes envolvidos buscando os apoios e as melhores condições de disputa.

Novo interino
O Centro de Formação de Professores de Cajazeiras, Campus da UFCG, tem novo diretor: o professor Aluísio Rodrigues, que foi nomeado pelo reitor Edilson Amorim em caráter interino, depois que o diretor José Cesário de Almeida decidiu entregar o cargo, que também vinha ocupando interinamente. A eleição, depois de mais de três meses, continua sendo questionada na esfera judicial e nas instâncias administrativas da UFCG, gerando muita indefinição e inquietação no seio da comunidade acadêmica.

Campanha da Fraternidade
O bispo Dom José González Alonso deverá conceder entrevista à imprensa local e sertaneja, nos próximos dias, para falar sobre a Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema “Fraternidade e Tráfico Humano”. A campanha será lançada em toda a área da Diocese de Cajazeiras. O período da Quaresma foi aberto, ontem, com a Missa de Cinzas em todas as paróquias.

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com