header top bar

Reudesman Lopes

section content

O retrato do nosso país

13/08/2016 às 13h26

Escrevendo esta coluna, olho para o quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e vejo o Brasil com duas medalhas, uma de ouro que veio no Judô e outra de prata vinda do Tiro, chegando a uma semana de competições, a avaliação é triste, porém, realista para o destino que o país terá até o final desta competição.

A verdade, novamente é essa, e aqui, nas olimpíadas não tem essa história de “bonzinho”, aqui é “alto rendimento”, diria eu, “excelência” e nestes quesitos estamos longe, aliás, bem longe de alcançarmos estes índices e de entrarmos na briga com as verdadeiras potências olímpicas.

Nem adianta falar em falta de planejamento, de recursos para investimentos, são coisas que todos nós já sabemos e, portanto, desculpas já não mais enganam a ninguém.

O fato é que tirando pequenos exemplos de um trabalho mais sério e comprometido por parte dos seus dirigentes e exemplifico aqui o voleibol de quadra e ou atletas em algumas competições individuais, o Brasil ficará muito longe do que se previa em termos de conquistas nestes Jogos Olímpicos.

Estamos longe de projetos e ações em políticas públicas voltadas para fazer com que pudéssemos oportunizar aos nossos jovens a prática e o prazer pelos esportes e para tanto nem precisa uma busca tão longe para exemplos, a amada Cajazeiras é polo educacional, região movida pela educação e não temos sequer um ginásio para a prática dos esportes e realização dos nossos jogos, não temos uma pista de atletismo e sequer uma área para caminhada, não temos nem academia popular, então como ser potência olímpica se o básico não existe nas nossas comunidades para usufruto da população.

A nossa classe política não tem imaginação e vocação para “entender” os esportes, as atividades físicas e assim ficam sempre de lado. A corrupção cada vez mais ativa com Lava Jatos, Andaimes e outras mais, recheiam a nossa perda de esperança em investimentos para o povo e vão minando recursos e os nossos sonhos.

Resta-nos torcer que Marta e as suas companheiras possa novamente nos levar a um pódio no futebol feminino e, neste caso, não temos como arriscar a cor da medalha, que Bernardinho e Zé Ricardo continuem a saga de conquistas no voleibol de quadra o resto que vier é lucro no basquetebol masculino, handebol feminino, voleibol de duplas masculino e feminino, bem como no atletismo. Esse é um retrato real de um país mergulhado em uma crise de dirigentes e políticos cada vez mais enlameados de ética e de moral e que estão a nos envergonhar e a nos colocar no mais alto degrau do pódio da corrupção.

Inveja
Visitei a cidade serrana de Martins no Rio Grande do Norte, belíssimo o passeio, vale a pena, mas, me impressionou como as suas ruas estão bem cuidadas, iluminadas, arborizadas e limpas. Estive em dois mirantes e estes com um panorama simplesmente fantástico e, com atrativos à visitação. O culto à sua memória também nos chamou atenção, são três museus por demais interessantes de ser ver. Pense como fiquei invejoso em ter a minha cidade e os seus dirigentes com a vaidade dos martinenses? Na volta a Cajazeiras, a realidade bem diferente naquela que cantamos como a “terra da cultura” e que já faz muito tempo, deixou de ser uma cidade vaidosa.

Entusiasmado
Esta semana encontrei o presidente do Platense, o desportista Chaguinha e ele sempre me deixa transparecer a sua vontade e motivação em trabalhar pelo seu clube, nesta oportunidade falou da alegria em ver o Platense nas finais do campeonato de veterano e em um projeto bem amplo que começa a sair do papel para a criança da base em várias categorias. Tudo está pronto disse-me ele o que pega neste momento é a falta de um espaço físico, campo de futebol, para as ações serem iniciadas, aliás, este é o grande e grave problema que hoje Cajazeiras e depara, a falta destes espaços para a prática dos esportes e das atividades físicas.

BOLA DENTRO
Para o evento realizado no sítio Pitombeira, em parceria, pelas escolinhas de Futebol Estrelas do Futuro e Camisa 10. Uma bela oportunidade para a confraternização das crianças. Merece a NOTA 10!

BOLA FORA
Para os nossos resultados até então no Rio 2016. Simplesmente estamos abaixo da crítica e daquilo que se falava e seus dirigentes programavam. Em casa, estamos a decepcionar e a merecer uma NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br