header top bar

section content

O veneno é a mágoa e a vacina é o perdão

09/05/2014 às 20h50

Como você está agindo no seu dia a dia com as pessoas que lhe rodeiam? Você está guardando mágoas? Sabemos que muitas vezes não é fácil perdoar, mas através da prática cada vez se torna mais fácil.

Jesus nos ensinou a amar os inimigos, mas não que devemos ter para o inimigo a mesma consideração que temos com um amigo. Perdoar de verdade é esquecer (com o coração) o que aconteceu de ruim, compreender a outra pessoa, não guardar mágoas, não desejar mal ao outro. 

Perdoar faz bem para quem perdoa, pois desta forma estamos demonstrando que somos muito melhores do que a pessoa que nos magoou. Não perdoar é guardar lixo no coração. A ciência já comprovou que o perdão é fonte de saúde, pois quando estamos magoados ficamos mais suscetíveis às doenças, ou seja, fragilizados.

Guardar mágoa é como injetar um veneno no nosso sangue, fazendo mal ao nosso corpo e podendo causar doenças. Por outro lado, quando não guardamos ressentimentos, estamos aumentando nossas defesas do organismo, ou seja, estamos injetando uma vacina no nosso corpo. Desta forma o veneno é a mágoa e a vacina é o perdão. 

Jamais devemos querer vingança contra o nosso semelhante, pois desta forma estaremos fazendo mal a nós mesmos. Jesus ao nos orientar a oferecer  outra face não proibiu a defesa, mas condenou a vingança, ou seja, se alguém lhe mostrar a face do mal, ofereça a do bem; ante a indiferença, a compaixão, ante a vingança, o perdão; frente ao orgulho, a humildade; ante o egoísmo, devemos mostrar a face da caridade; ante a face do ódio, ofereçamos o amor.

E como diz a oração do Pai Nosso: “Perdoe nossas ofensas assim como nós perdoamos os nossos ofensores”, nos mostra que devemos perdoar para sermos perdoados, pois qualquer um de nós pode errar em alguma situação da vida. Por isso Jesus nos disse: “Não perdoe só uma vez, mas setenta vezes sete”. 

Desta forma, perdoar não é admitir que o agressor está certo ou liberá-lo da culpa, pois ele continuará sujeito à reparação do erros, porém a Justiça divina se encarregará disso, e não necessita de nossa ação, apenas de nossa piedade e oração.

Portanto, quem perdoa se sente melhor, mais leve, mais tranquilo, dorme melhor. Felizes daqueles que sabem perdoar, ou como disse Jesus: “Bem-aventurados os que perdoam”.   

Agora um versinho que adoro compor!
 
Perdoa agora
Não demore a esquecer
Guardar ofensa é demora
No coração é enlouquecer

O ressentimento que guardas
Em doença pode se transformar
Mas a cura está ao teu lado 
O perdão que tens a dar

Jesus nos ensinou a perdoar
Setenta vezes sete,
Até na cruz o Divino Mestre clamou
Senhor, perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem!

O perdão é compaixão para com o teu agressor
Se demonstras ser compreensivo
No teu coração, só há amor.

Guarda a calma e auxiliar sem cessar
Que a Justiça Divina nunca falhará!

Raquel Alexandre

Raquel Alexandre

Raquel Alexandre de Santana – Historiadora e Funcionária Pública Municipal

Contato: raquelalexandre24@hotmail.com

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Raquel Alexandre

Raquel Alexandre

Raquel Alexandre de Santana – Historiadora e Funcionária Pública Municipal

Contato: raquelalexandre24@hotmail.com