header top bar

section content

Obras, forró, galinha e café em ano eleitoral

30/06/2016 às 01h08 • atualizado em 30/06/2016 às 01h44

Em ano eleitoral tudo funciona bem, já prestaram atenção? Quer dizer, pelo menos razoavelmente bem. Vejamos:

1. As festas que não eram mais realizadas em sua cidade, nesse ano foram realizada e até com boas atrações. Antes, os prefeitos usavam a já batida justificava da crise financeira. Bom, parece que essa crise não afeta muito os “cofres públicos” em ano de eleição.

2. O pagamento que estava atrasado, o prefeito fez questão de colocar em dia (ou pelo menos prometeu) e ainda disse que será pago dentro do mês trabalhado. Olha que repentina melhora!

3. Os fornecedores começaram a receber pagamentos atrasados e a gestão municipal ainda mandou até perguntar se não faltava mais alguma coisa.

4. Aquela rua que estava toda esburacada, sem calçamento, nesse ano já começa a ser restaurada. E o asfalto que mais parecia uma tábua de pirulitos, porque está sendo feito agora, já que se passaram quase quatro anos e nada tinha acontecido? Será por que nestes mais de três anos o prefeito ou a prefeita não tinha DINHEIRO em caixa? Por que só agora apareceu?

5. E a praça sobre a qual o atual gestor vivia dizendo que foi o prefeito anterior que não havia terminado porque “comeu” o dinheiro? Aí eu pergunto: por que, ao invés de reclamar e atacar o outro, o atual prefeito ou prefeita não fez?

6. Ano eleitoral é ano ótimo, onde o políticos visitam nossas casas, comem nossas galinhas, tomam nosso café, resolvem alguns dos nossos problemas, e o que ainda não está bom, eles garantem que vai ficar. Para isso eles só querem mais quatro anos de governo.

7. Ah! Eu não poderia deixar de falar da oposição, que não faz e nem procura apontar a solução, só joga pedra no teto de vidro alheio. Vale salientar que eles foram votados nas últimas eleições e mesmo não estando à frente da administração, poderiam/deveriam conseguir alguma coisa para a cidade por intermédio dos “seus” deputados, governadores, senadores etc.

Petson Santos

Petson Santos

Petson Santos é radialista e formado em administração de empresas pela FASP. Foi diretor de jornalismo das Rádios Cidade FM, Oeste AM e Alto Piranhas AM, ambas de Cajazeiras. Apresentou os programas Rádio Verdade (Arapuan FM), Jornal da Manhã (Oeste AM) e Rádio Vivo (Alto Piranhas AM). Hoje exerce a direção Administrativa do portal e TV Diário do Sertão. WhatsApp: (83) 9.8802-4576

Contato: petsonsantos@gmail.com

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Petson Santos

Petson Santos

Petson Santos é radialista e formado em administração de empresas pela FASP. Foi diretor de jornalismo das Rádios Cidade FM, Oeste AM e Alto Piranhas AM, ambas de Cajazeiras. Apresentou os programas Rádio Verdade (Arapuan FM), Jornal da Manhã (Oeste AM) e Rádio Vivo (Alto Piranhas AM). Hoje exerce a direção Administrativa do portal e TV Diário do Sertão. WhatsApp: (83) 9.8802-4576

Contato: petsonsantos@gmail.com