header top bar

Reudesman Lopes

section content

Onde tem trovão tem água e gente

08/12/2017 às 11h24 • atualizado em 08/12/2017 às 11h57

Onde tem trovão tem água e gente - Por: Reudesman Lopes

Vou copiar do meu amigo Neguim parte do titulo deste editorial de hoje para falar da grandiosidade, sem nenhuma surpresa para nós, com relação a fantástica festa que a nação azul branca fez na recepção da apresentação do Atlético Cajazeirense de Desportos, acontecida na noite da última quarta feira 05, na Associação Atlética Banco do Brasil desta cidade de Cajazeiras.

Tudo perfeito, organização, estrutura, som, e presença da fiel alviazulina, não faltou nada, faltou e ai me culpo em não ter aproveitado a oportunidade para fazer uma exposição do que guardo sobre a memória do Mais Querido do Sertão, mas, como dizia minha mãe Nazareth Lopes:”Meu filho, tudo tem o seu tempo”. Então, aguardemos esse tempo para que possamos relembrar a tradição deste clube que em 2018 vai completar 70 anos de sua fundação.

Voltando a magnitude da festa de apresentação, aplaudo o oportuno momento para o lançamento do projeto: “Onde tem trovão tem água”, está ação se volta a uma parceria entre a Cagepa e o Atlético Cajazeirense de Desportos cujo objetivo é levar o fiel atleticano, esteja ele em qualquer parte da Paraíba, a incluir no seu pagamento mensal da água, a sua ajuda e o seu apoio ao Trovão Azul do Sertão, e ai os valores se iniciam com R$ 5,00 (cinco reais) e chegam até os R$ 50,00 (cinquenta reais), brilhante a conquista dos dirigentes do Atlético e mais brilhante ainda, esperou eu, seja a adesão do torcedor, do cajazeirense e ou cajazeirado ao apoio ao nosso representante, e assim foi o início da festa.

O manifesto de carinho e apoio do torcedor aos jogadores e a comissão técnica, deve, com certeza, tem contaminado a todos eles e elevado a temperatura de motivação para a temporada que está se iniciando. O clima de expectativa está elevadíssimo, basta falar com a galera atleticana, todos estão apostando em um campeonato bem acima daquele realizado na temporada deste 2017 quando o clube terminou na quarta colocação. Acho que temos tudo para a realização de um grande trabalho e parto do princípio que o clube trouxe um bom treinador, conhecedor profundo do futebol paraibano, respeitado por todos, além disso, mantivemos uma base do bom time deste ano e estamos trazendo experiência e juventude para se completar o elenco. Vamos ao trabalho, está pré temporada se torna importante, os treinamentos físicos, técnicos e táticos, os amistosos de preparação para o paraibano, tudo isso se somará ao campo de observação do treinador e dos seus comandados. Vamos que vamos Trovão.

O nosso adeus a Chico Joel o eterno Lunguinha

Tive a imensa honra de conhecer Lunguinha nas nossas idas e vindas de transmissões esportivas Paraíba afora. A partir desse momento, nos tornamos grandes amigos, um encantado pelo outro, lembro sempre quando nos encontrávamos: ”Pai da matéria?” Assim ele me chamava. E eu o cumprimentava com um: ”Grande Lunguinha”. Esse cidadão que se foi, levado pelas mãos de Deus para a morada eterna, era a bandeira e o símbolo do futebol sousense e, necessário se faz, que a sua terra o reconheça dentro da magnitude que ele produziu para o desenvolvimento do futebol desta. Companheiro de jornadas memoráveis, Lunguinha era a alegria, a simplicidade, a competência, e o amor para com os seus milhares de amigos que ele conquistou pelas suas virtudes de ser humano que o foi.

Deixa-nos um legado fenomenal em se tratando de amor pelo rádio e pelo futebol da sua terra, deixa-nos uma herança de trabalho pelo seu esforço nas transmissões esportivas quase sempre milagrosas pelos equipamentos que em muitas das vezes conduzia, mas, nada disso servia de desculpa para ele. É nobre amigo Lunguinha, você agora está no “estádio de Deus” na plenitude da vida eterna e aqui tentaremos dizer da grandiosidade que foi a sua passagem aqui na terra, fácil demais dizer quem fostes. Tenha certeza, os momentos que tivemos ao seu lado serão sempre lembrados, os amigos que fizestes falarão de ti, das suas proezas, do seu caráter, da sua bondade e principalmente do seu amor por todos. Essa é a minha homenagem a uma lenda da crônica esportiva sertaneja e paraibana, Chico de Joel o eterno Lunguinha.

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br