header top bar

Reudesman Lopes

section content

Para ficar, para não cair

11/03/2016 às 11h40 • atualizado em 11/03/2016 às 11h42

Para ficar, para não cair-Por Reudesman Lopes

Por Reudesman Lopes

Após a rodada que culminou com o clássico Cajá, Paraíba 1 Atlético 0, Cajazeiras e os seus torcedores, estão certos que, os seus dois representantes já tem definidos os seus roteiros para os próximos capítulos do campeonato paraibano 2016. Com a derrota para o seu rival, o Atlético, está mais que confirmado nas disputas do famoso “quadrangular da morte”, assim denominado por levar dois, os piores dos quatro clubes que irão disputar esta fase do campeonato, para a segunda divisão em 2017. Faltando três compromissos para o encerramento desta etapa do paraibano, o Atlético vai apenas cumprir a tabela. Mas, é justo neste momento, que gostaríamos ver o nosso outrora Trovão, despertar e presentear a sua legião de torcedores com a reorganização do time para, quem sabe, no quadrangular da morte, fugir da segundona. Para tanto, é necessária, atitude da diretoria, isso na recuperação da disciplina de alguns jogadores acusados pelos torcedores de “baladeiros”, na dispensa de outros muitos, no mínimo uns oito e, na imediata contratação de pelo menos cinco jogadores de qualidade e que venham para ocupar a titularidade. Pela força que possui junto a sua nação, não se justifica a humilhação porque passa o Atlético, entretanto, ainda existe tempo de recuperação, mas, depende de como a direção, jogadores e comissão técnica vão tratar o grave problema, o time lutará para não cair. Quanto ao Paraíba, a vitória frente o Atlético, serviu para recolocar o time na briga por uma das três vagas do seu grupo ao hexagonal e este resultado anima de uma vez por todos os seus dirigentes, jogadores, comissão técnica e torcedores para as finais que estão chegando a partir deste domingo 13. O time moral, soma agora oito pontos ganhos e se iguala ao Santa Cruz de Santa Rita e ao Auto Esporte, mas, vendo a tabela que finaliza esta fase da competição, vejo-a muito benéfica para o time coral cajazeirense. Tem mais, dos três jogos que restam para fechar a etapa de classificação, o tricolor de Cajazeiras receberá o CSP e o Esporte de Patos em sua casa no Perpetão. Assim sendo, o Paraíba dependerá única e exclusivamente da sua competência para “ficar” entre os melhores do paraibano, o que precisa ser feito neste momento é trabalhar, focar os adversários e fazer de cada jogo aqui em Cajazeiras, no Perpetão, uma autêntica final de campeonato. De uma coisa os jogadores não podem reclamar, dos salários, o presidente tem honrado todos os compromissos, mas, é preciso que dentro de campo ele possa ter uma resposta positiva que decerto passa pela ida do seu clube as finais do campeonato paraibano.

Idas e vindas

Foram confirmadas as cinco dispensas prometidas pela diretoria e pela comissão técnica do Atlético de Cajazeiras. Deixaram o clube Neto Veloso, Cléverton, Átila, Fábio, Robinho, Marcone e Marcelo. E segundo o clube, eles saíram depois de mais uma derrota do time na disputa do Campeonato Paraibano de 2016. Para compor o elenco comandado pelo técnico Cleibson Ferreira. Já desembarcaram em Cajazeiras os jogadores David Sergipano, Lucas Marques, Souza, e Fábio Silva. Os atletas devem participar dos treinamentos e, dependendo da documentação, já podem entrar em campo no domingo, quando o time encara o Campinense, no Estádio Amigão.

 Vindas

O Paraíba anunciou o fortalecimento de parceria com o Guarani de Juazeiro do Norte e o treinador Jorge Luiz fez algumas indicações de reforços que acabam de chegar para o time coral. Os nomes confirmados dos novos contratados e que a depender de regularização poderão figurar nos planos para o jogo contra o CSP domingo em Cajazeiras, são: Erik, Thiago e Murilo. Além destes, quem poderá vestir a camisa tricolor contra o time da capital é o jogador G Ítalo que, regularizado, pode ser uma boa novidade para o tricolor nesta partida que decide a continuidade da luta pela classificação ao hexagonal do time cajazeirense.

BOLA DENTRO

Para Luizinho Barrozo que começa a se preocupar com o grave problema do campo de jogo do Perpetão. A bola já não rola mais, ela agora está quicando no gramado. Luizinho merece a NOTA 10!

BOLA FORA

Para o ex treinador do Atlético, Paulo Sales, responsável pelo momento vivido pelo Trovão. A leva de jogadores indicados pelo baiano causaram graves problemas de indisciplina. Paulo Sales merece a NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

EFEITO IMEDIATO

VÍDEO: Após protesto nas ruas, chefe da PM anuncia ações para combater o crime em São João do Rio do Peixe

AMIGO DE BRÁULIO BESSA

VÍDEO: Poeta que esteve no Encontro com Fátima Bernardes foi o convidado do Xeque-Mate da semana; VEJA!

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Pentecostal de Jerusalém

DIÁRIO ESPORTIVO

DIÁRIO ESPORTIVO: Tudo que rolou no Campeonato Brasileiro e os preparativos para o Paraibano

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br