header top bar

section content

Paraíba discriminada

13/02/2014 às 22h46

Poucos deram importância a constatação do fato, apesar de sua gravidade. Quem o relatou foi o deputado federal paraibano major Fábio (Pros) que, há poucos dias, trouxe números chocantes sobre investimentos federais nos Estados. Diga-se, de pronto, que o parlamentar federal é da base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT) e, portanto, insuspeito para tal constatação.
Segundo ele, há uma discrepância abissal e injustificável entre o volume de investimentos federais no período compreendido entre 2011 e 2013 nos Estados de Pernambuco e Paraíba, em que pese a vizinhança entre ambos que, por isso mesmo, os deixam em condições geo ambientais muito semelhantes.

Mas essas semelhanças, como se verá, ficam apenas e tão somente na geografia e meio ambiente mesmo, porque em volume de investimentos federais, há uma diferenciação difícil de explicar. Entre 2011 e 2013, relatou aquele deputado, Pernambuco recebeu R$ 60 bilhões da União. No mesmo período, garante major Fábio, a Paraíba recebeu R$ 6 bilhões. Ou seja, embora limítrofes e com geografia e meio ambiente idênticos, há uma diferença contra o nosso Estado da ordem de 54 bilhões de reais. Convenhamos, é muita discrepância! Pernambuco recebeu, portanto, 10 vezes mais o recebido pela Paraíba ou, se preferirem, a Paraíba recebeu 10% do recebido por Pernambuco.

Há, claro, uma flagrante discriminação com a nossa Paraíba, disso não há dúvidas. O que se precisa saber, agora, é de onde nasce essa discriminação: na falta de projetos do Governo do Estado, como querem fazer crer alguns, na falta de unidade e portanto de força de nossa bancada federal, como argumentam outros, ou na discriminação pura e simples do Palácio do Planalto?

Os números falam por si só e demonstram, com clareza meridiana, que há sim uma discriminação. Resta saber qual o motivo, e combatê-lo!

Sinceramente não acredito na primeira e última hipóteses, ou seja, na falta de projetos do governo da Paraíba e na discriminação pura e simples de Brasília. A desunião de uma bancada já pequena, a faz ainda menor, e portanto sem expressão eleitoral para pressionar Dilma por mais investimentos.

Triste é saber que essa desunião que nos faz ainda menor, e portanto mais fracos, tem origem na política do quanto pior, melhor, que continua sendo praticada por nossos representantes. 

Tá na hora do NEGO da Paraíba! 

S O L T A S
*Não é verdade que o empresário e senador suplente José Gonzaga Sobrinho (DECA) tenha dito que haverá troco à edilidade cajazeirense pelo fato da empresa que organiza o carnaval ter fechado patrocínio com marca de cerveja que não é representada pelo Grupo Rio do Peixe.

*“Nossa determinação é continuar investindo em Cajazeiras, como fizemos recentemente na inauguração da concessionária River, e como faremos ainda este ano com uma nova distribuidora coca-cola e um novo Atacadão”, disse Deca.

*Para romper com o Ricardo Coutinho depois de 3 anos elogiando o governo, uma vereadora da capital afirmou que “a Paraíba está carente de uma pessoa bonita para sorrir.” Meu Deus!

*Neste domingo (16) o TREM DAS ONZE entrevista o Gov. Ricardo Coutinho (PSB) www.fernandocaldeira.com.br   

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br