header top bar

Fernando Caldeira

section content

Paraíba discriminada

13/02/2014 às 22h46

Poucos deram importância a constatação do fato, apesar de sua gravidade. Quem o relatou foi o deputado federal paraibano major Fábio (Pros) que, há poucos dias, trouxe números chocantes sobre investimentos federais nos Estados. Diga-se, de pronto, que o parlamentar federal é da base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT) e, portanto, insuspeito para tal constatação.
Segundo ele, há uma discrepância abissal e injustificável entre o volume de investimentos federais no período compreendido entre 2011 e 2013 nos Estados de Pernambuco e Paraíba, em que pese a vizinhança entre ambos que, por isso mesmo, os deixam em condições geo ambientais muito semelhantes.

Mas essas semelhanças, como se verá, ficam apenas e tão somente na geografia e meio ambiente mesmo, porque em volume de investimentos federais, há uma diferenciação difícil de explicar. Entre 2011 e 2013, relatou aquele deputado, Pernambuco recebeu R$ 60 bilhões da União. No mesmo período, garante major Fábio, a Paraíba recebeu R$ 6 bilhões. Ou seja, embora limítrofes e com geografia e meio ambiente idênticos, há uma diferença contra o nosso Estado da ordem de 54 bilhões de reais. Convenhamos, é muita discrepância! Pernambuco recebeu, portanto, 10 vezes mais o recebido pela Paraíba ou, se preferirem, a Paraíba recebeu 10% do recebido por Pernambuco.

Há, claro, uma flagrante discriminação com a nossa Paraíba, disso não há dúvidas. O que se precisa saber, agora, é de onde nasce essa discriminação: na falta de projetos do Governo do Estado, como querem fazer crer alguns, na falta de unidade e portanto de força de nossa bancada federal, como argumentam outros, ou na discriminação pura e simples do Palácio do Planalto?

Os números falam por si só e demonstram, com clareza meridiana, que há sim uma discriminação. Resta saber qual o motivo, e combatê-lo!

Sinceramente não acredito na primeira e última hipóteses, ou seja, na falta de projetos do governo da Paraíba e na discriminação pura e simples de Brasília. A desunião de uma bancada já pequena, a faz ainda menor, e portanto sem expressão eleitoral para pressionar Dilma por mais investimentos.

Triste é saber que essa desunião que nos faz ainda menor, e portanto mais fracos, tem origem na política do quanto pior, melhor, que continua sendo praticada por nossos representantes. 

Tá na hora do NEGO da Paraíba! 

S O L T A S
*Não é verdade que o empresário e senador suplente José Gonzaga Sobrinho (DECA) tenha dito que haverá troco à edilidade cajazeirense pelo fato da empresa que organiza o carnaval ter fechado patrocínio com marca de cerveja que não é representada pelo Grupo Rio do Peixe.

*“Nossa determinação é continuar investindo em Cajazeiras, como fizemos recentemente na inauguração da concessionária River, e como faremos ainda este ano com uma nova distribuidora coca-cola e um novo Atacadão”, disse Deca.

*Para romper com o Ricardo Coutinho depois de 3 anos elogiando o governo, uma vereadora da capital afirmou que “a Paraíba está carente de uma pessoa bonita para sorrir.” Meu Deus!

*Neste domingo (16) o TREM DAS ONZE entrevista o Gov. Ricardo Coutinho (PSB) www.fernandocaldeira.com.br   

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

Fernando Caldeira

Fernando Caldeira

Jornalista profissional em diversas emissoras de rádio e jornais da Paraíba, atualmente é articulista do Gazeta do Alto Piranhas (Cajazeiras), produtor e apresentador do programa Trem das Onze, apresentado aos domingos pela Rádio Alto Piranhas, colunista dos portais diariodosertão, politicapb, obeabadosertao, canalnoite, e mantém na internet o portal www.fernandocaldeira.com.br

Contato: caldeira.fernando@bol.com.br