header top bar

José Anchieta

section content

Perdendo o filão

02/08/2014 às 07h16

O governo federal, por intermédio do Ministério da Aviação Civil, está anunciando um importante investimento para fortalecer o transporte aéreo em todo o país. É o Plano de Desenvolvimento da Aviação Regional, que prevê melhoria em 270 aeroportos brasileiros, incluindo o Nordeste, que será contemplado com recursos na ordem de R$ 2 bilhões.

O Plano começará já em 2015 com subsídios a passageiros e empresas que usarem os aeroportos de pequeno e médio porte, com o custo da passagem sendo parcialmente bancado pelo governo. O objetivo principal, segundo se informa, é garantir que a grande maioria do povo brasileiro tenha essa oportunidade dos voos regionais.

Na Paraíba, o programa inclui três cidades: Campina Grande, Patos e Monteiro, com investimentos de mais de R$ 130 milhões. A nossa cidade de Cajazeiras, infelizmente, está fora desse importante investimento, porque ainda não tem seu aeroporto homologado.

Com uma das melhores pistas de pouso e decolagem do Estado, medindo 1.600 metros de comprimento por 30 de largura, e inaugurada há quatro anos, o aeroporto regional de Cajazeiras é um antigo sonho dos cajazeirenses e sertanejos. Os serviços complementares se arrastam a passo de tartaruga.

Há muito tempo, os passageiros da microrregião de Cajazeiras, principalmente os empresários, utilizam o aeroporto de Juazeiro do Norte, no vizinho Estado do Ceará. Filhos de Cajazeiras que, por motivos de saúde, precisaram ser transferidos, urgentemente, para outros centros, tiveram que utilizar o aeroporto de Patos.

Inegavelmente, esse é um equipamento fundamental para impulsionar o desenvolvimento de Cajazeiras e da região. A implantação de linhas comerciais em cidades do interior nordestino abre a perspectiva real de se atrair novos e importantes investimentos públicos e privados.

O governo federal entendeu que a interiorização do transporte aéreo é fundamental para o desenvolvimento regional. Por isso, a decisão de investir no programa, acreditando que essa é, verdadeiramente, a bola da vez para a integração das regiões.

Os números estão ai para comprovar essa expansão do transporte aéreo, inclusive no Nordeste. Dados revelados, recentemente, por entidades da aviação civil, indicam um crescimento muito grande do número de pessoas que têm trocado, nos últimos anos, os ônibus pela viagem de avião.

Cajazeiras, portanto, vem perdendo esse filão, mesmo contando com um aeroporto praticamente pronto, mas que ainda está na clandestinidade porque não foi totalmente concluído e homologado. E não é por falta de luta da sociedade local. Aliás, foi o movimento organizado da classe empresarial e dos diversos segmentos sociais que resultou nas obras até aqui realizadas.

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda

AO VIVO NA TV

BOMBA! Ator cajazeirense revela que foi estuprado quando era coroinha de igreja: “Fui pra missa chorando” – ASSISTA!

TEM POTENCIAL

VÍDEO: Atleta cajazeirense pede ajuda pra realizar sonho de correr a São Silvestre; veja como patrocinar

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com