José Ronildo
José Ronildo - altopiranhas@uol.com.br

Redator do Jornal Gazeta, Radialista e apresentador do Microfone Aberto da Rádio Alto Piranhas

17/03/2017 às 17h05

As promessas do governador

A população de Cajazeiras espera ansiosa o cumprimento das promessas do governador Ricardo Coutinho, como por exemplo, a construção e funcionamento do IML; a pavimentação asfáltica de várias ruas e avenidas; a construção do novo prédio da 6ª Ciretran e o balizamento noturno do aeroporto e a transferência das Delegacias para o prédio redondo da Comandante Vital Rolim, onde funcionou o Supletivo.

O IML entidades de classe e representantes da sociedade civil organizada de Cajazeiras chegou a iniciar uma campanha de arrecadação de material de construção para iniciar o prédio, em um terreno doado pela Prefeitura Municipal ao Estado, inclusive, com direito o lançamento da pedra fundamental.

Com a apresentação de uma emenda de 1,5 milhão do senador Raimundo Lira, o diretor do IPC esteve em Cajazeiras vistoriando o terreno e disse que o governo do Estado ia construir a obra. As entidades encerraram a campanha, entretanto, até o presente momento, o IML não foi iniciado. O governador também disse que ia fazer, inclusive, com uma boa contrapartida do Estado.

Com relação ao recapeamento asfáltico de várias ruas e avenidas da cidade, como Pedro Moreno Gondim, Dr. Coelho, Engenheiro Carlos Pires de Sá, Júlio Marques do Nascimento, o anúncio foi feito no último comício de Denise, na zona norte.

Não se sabe os reais motivos para essas obras não terem sido iniciadas. O governo não se pronuncia a respeito. Poder ser em função da crise econômica, com queda de FPE e outros impostos federais e rebaixamento fiscal, que resultou em perda de arrecadação.

O governador faz a Estrada do Amor, o novo lance de arquibancada do Perpetão, a Escola Técnica Estadual; a adutora da zona norte; concluiu os ginásios do Polivalente e Manoel Mangueira. A obra do Teatro se arrasta há vários anos e também ainda é uma promessa não cumprida.

Foto: O senador Cássio Cunha Lima pretende manter a aliança celebrada em João Pessoa, para enfrentar o candidato do governador Ricardo Coutinho. O problema é saber quem será o candidato: Cássio, Luciano ou o próprio Maranhão? No PMDB algumas lideranças são contrárias, pois se colocam como aliadas do governador, a exemplo do senador Raimundo Lira e do deputado federal e ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital.

Curtas

*Para alguns analistas, Carlos Antonio deve estar contando os dias para o término do governo de Ricardo Coutinho.

*A vereadora Léa Silva afirmou na Câmara Municipal que tem muitas demandas na área social, entretanto, estaria dando um tempo ao novo governo para apresentá-las. Vamos aguardar.

*O presidente da Câmara Municipal, vereador Marcos Barros afirmou que ele, juntamente com os demais vereadores da oposição, com exceção de Léa, que vota em Efraim Filho, poderão apoiar o nome de Deca para deputado federal.

*O vereador Deusinho, da Serra da Arara, anunciou apoio a pré-candidatura de Júnior Araújo a deputado estadual.

*O vereador Alysson Lira (Neguin) disse que o açude de Boqueirão está abandonado, cheio de mato; as comportas a ferrugem tomando de conta.
“Não tem a mínima condição de receber as águas do São Francisco”

Deixe seu comentário