header top bar

José Antonio

section content

Quais os principais problemas de Cajazeiras?

09/01/2016 às 12h27

Por José Antônio

Em pesquisa realizada pela Datavox/Gazeta, nos dias 28 e 29 de dezembro de 2015, os números indicaram que eram dezesseis os principais problemas enfrentados pela população do município de Cajazeiras.

Dentre eles podemos destacar: a falta d’água, que obteve 36% dos entrevistados, problema vivenciado não apenas pelo povo da zona rural (46,8%), mas também, nestes tempos de seca, pelos habitantes da zona urbana (33,5%). Poderíamos até afirmar que se não fora a longa estiagem que estamos vivenciando, este não seria o principal problema do nosso município.

Os sítios Almas e Catolés, com 75%, seguidos de Riacho Fundo (71,4%), Divinópolis (47,1%) e Engenheiro Ávidos (41,7%) são as áreas rurais que mais têm sofrido com a falta de água, enquanto no Sítio Patamuté não ocorreu nenhuma citação de que havia falta de água, que atinge mais os que têm renda familiar até um salário mínimo (42,0%) e os que ganham acima de três estão no patamar de 30,2%.

Vale ressaltar que se esta pesquisa fosse realizada no dia 7 de janeiro de 2016, os números com relação ao problema de água seriam completamente diferentes, em função de grandes chuvas que caíram em todo o município, principalmente nas Almas, que segundo dados não oficiais a chuva teria sido de 240 mm, e caso se comprove este índice pluviométrico, seria o maior de toda esta região nordestina.

A Saúde Pública atingiu o índice de 21,5% e ficou em segundo lugar dentre os nossos problemas e a reclamação maior ficou entre o sexo feminino com 25,2%, os que têm Ensino Superior com 36,0% e dentre os que ganham acima de três salários 32,5%.

Em terceiro lugar, com 12,1%, os entrevistados acham que o desemprego é um dos problemas de nosso município, que atinge não somente a zona urbana (13,0%), mas também a zona rural (8,5%), principalmente nos Distritos de Engenheiro Ávidos (25,0%) e Divinópolis (23,5%).

Em quarto lugar aparece o IML, com 7,6% e tem um dado interessante com relação ao Sítio Patamuté é que todos os entrevistados responderam que este é o principal problema, talvez esta escolha se prenda ao recente fato acontecido naquela região, quando um cidadão, após seu falecimento, teria passado várias horas ao relento aguardando a perícia para poder ser conduzido para o IML de Patos.

Em quinto lugar a violência, com 5,8%, com destaque para a Zona Sul (10,1%), região conhecida como “asa do cabaré” e palco de conhecidos de crimes.

Corrupção (2,8%), saneamento básico (2,6%), calçamento (2,0%), educação (1,8%), são problemas maiores do que as questões das drogas porque somente 1,2% a vêm como problema, resultado diferente do que pensam as pessoas envolvidas no combate às mesmas. Muito embora as drogas estejam penetrando com muita força na zona rural, os dados mostram que ninguém citou as citou como problema.

Buracos nas ruas (0,8%), obras paralisadas (0,6%), moradia (0,6%), transporte escolar (0,4%), trânsito (0,2%) e estradas (0,2%) foram os outros problemas citados na pesquisa, sem muita relevância.

Seriam problemas fáceis de serem resolvidos? Claro que não, principalmente às questões relativas à saúde pública, desemprego, moradia, corrupção, drogas, corrupção e violência por envolverem todos os entes federativos.

O principal deles, temporariamente, foi resolvido com as chuvas que caíram em todo o território do município, cujo índice pluviométrico foi acima de 10% da média histórica, com uma única chuva, que chegou a encher a maioria dos açudes da zona rural.

A maioria destes problemas depende exclusivamente da vontade política de nossos governantes, que os resolvem facilmente, em cima dos palanques na época das eleições.

José Antonio

José Antonio

Contato: altopiranhas@uol.com.br

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!

José Antonio

José Antonio

Contato: altopiranhas@uol.com.br