header top bar

José Anchieta

section content

Reverenciando a história

26/06/2015 às 08h20

O momento de comemorações e de resgate histórico vivido pela Diocese de Cajazeiras, desde fevereiro do ano passado, tem conseguido despertar a atenção de muitos cajazeirenses e paraibanos, notadamente, estudiosos e interessados em se aprofundar nas discussões sobre o papel dessa instituição religiosa no desenvolvimento local e regional.

Ao festejar seu Centenário, a Diocese se abre para o debate, e recebe o reconhecimento de importantes ações desenvolvidas. E entre tantas que são citadas, está a de maior repercussão: o passo inicial para Cajazeiras se tornar um pólo de ensino superior em pleno Sertão nordestino.

Essa trajetória começou em 1969, com a instalação da Faculdade de Filosofia, que foi transformada, posteriormente, em Centro de Formação de Professores da UFPB, hoje, UFCG. A partir dessa iniciativa, a cidade começou a despertar para a sua principal vocação, encarando desafios e abrindo novos horizontes para seu desenvolvimento.

Pois bem, a FAFIC, mantida pela Fundação de Ensino Superior de Cajazeiras (FESC), foi, inegavelmente, a precursora desse complexo educacional existente na cidade, e que tem refletido em importantes avanços em outros setores. Hoje, são cinco instituições de ensino públicas e privadas, com mais de 30 cursos de graduação, e atraindo milhares de alunos de vários estados do Nordeste. 

Essa história, pois, não pode ser separada da própria vida da Diocese em Cajazeiras. E ela representa a chama lançada, inicialmente, pelo Padre Rolim, que entendia a educação como instrumento de transformação e de desenvolvimento social e econômico. Aliás, foi em torno da obra educacional do padre mestre, que Cajazeiras cresceu se desenvolveu.

O registro dessa história é importante para se exaltar as nossas melhores tradições, despertando as novas gerações para o conhecimento de fatos e acontecimentos que marcaram a vida da cidade. É, portanto, uma justa reverência a uma instituição que, sob a inspiração do seu símbolo, o Padre Rolim, contribuiu para importantes conquistas.

As comemorações do Centenário se revestem da maior importância porque reconstituem esse e outros momentos de glória que marcaram a presença da Diocese em Cajazeiras e na região, mas também devem despertar as gerações atuais para a busca de novos caminhos na construção de um futuro melhor para todos.

Zé e a sucessão
O deputado estadual José Aldemir continua muito cauteloso quando trata de assuntos ligados ao cenário político local e, principalmente, à sucessão municipal. Ele sustenta que só discute a eleição em 2016, e não demonstra muita pressa em definir rumos. Zé Aldemir aguarda, pacientemente, as definições da reforma política, bem como os desdobramentos na Paraíba e de modo particular em Cajazeiras. Enquanto isso, as especulações aumentam em Cajazeiras e nos demais municípios da região sobre composições partidárias e formação de chapas, o que é normal nestes tempos de ano pré-eleitoral.

Do colunista José Anchieta 

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com