header top bar

Reudesman Lopes

section content

Se arrastou, mas, chegou

20/04/2017 às 10h28

Domingo 16, o campeonato paraibano da presente temporada chegou ao seu final em termos de fase classificatória com os famosos jogos de ida e volta disputada pelos nossos 10 clubes que representam a elite do futebol do nosso Estado da Paraíba. Continuamos naquela mesmice, sem surpresas quanto aos três clubes que muitos os chamam de “grandes”, Botafogo de João Pessoa, Treze e Campinense de Campina Grande e, como de sempre, resta um e, são muitos os candidatos a essa “vaguinha de intruso” para as semifinais do paraibano, a vez agora é do Atlético Cajazeirense de Desportos. Pois bem, como digo lá em cima, o nosso campeonato se “arrastou”, isso devido a nossa intrusão na Copa do Brasil e na Copa Nordeste e, lógico que a Federação Paraibana de Futebol, entende, e tem sido assim, que deve sempre priorizar os nossos representantes em detrimento aos demais filiados.

Desta maneira, o paraibano 2017 sofreu intermináveis paralisações no que sobrou de prejuízos para os demais clubes que amargaram um bom tempo sem jogos pelo nosso campeonato. Ademais, parabenizo a luta e a tentativa do presidente da FPF, Amadeu, que buscou incessantemente um patrocinador para minimizar às custas altíssimas de uma competição tão longa e cansativa, pelo menos, ele tentou.

Bom dizer que até certo ponto tivemos uma competição bem competitiva entre os chamados clubes “intermediários e pequenos”. Mesmo que a denuncia de corrupção com a compra de resultado via arbitragem em um áudio de um ex atleta do Botafogo tenha sido em outra temporada, mas, a repercussão foi extremamente negativa em reflexo ao paraibano 2017 e coloca, mesmo ainda sem o fato ter sido solucionado, a arbitragem do futebol estadual em “xeque mate”. Aliás, falando em arbitragem, recentemente, o presidente Tiko Miudezas declarou que seu time foi muito prejudicado.

O meu entendimento é que a arbitragem, embora um pouco renovada, continua muito fraca em qualidade técnica e disciplinar desta, eles, continuam com muito medo quando apitam jogos do Botafogo, Treze e Campinense e, como acontece desde que comecei a ver jogos aqui na Paraíba, na dúvida, eles não vacilam, o apito soa para este trio e isso não é segredo para ninguém, não é má fé, é medo mesmo da “geladeira”. Agora, com a chegada das semifinais, esperamos os jogos com casa cheia, estádios lotados, torcida em campo e em paz no apoio aos seus clubes e, claro, que os senhores do apito possam fazer a imparcialidade reinar para o bem do futebol que agradecerá.

Desmanche
O presidente do Paraíba Esporte Clube, Tiko Miudezas, como de costume, já resolveu todas as pendências financeiras do clube e nenhum jogador faz mais parte do time. Tiko anunciou que segue o trabalho nas divisões de base e o futebol feminino. Passada a tormenta da queda do tricolor, já já saberemos se ele vai mesmo deixar o futebol do tricolor. Uma coisa é certa, ele repetiu em diversos meios de comunicação que a decisão já foi tomada e não volta mais a dirigir o time coral. Se oficializar a saída de Tiko, acho muito difícil aparecer alguém que queira assumir o Paraíba Esporte Clube.

Investimento pesado
Botafogo e Campinense não estão brincando para as disputas da Série C e D respectivamente. Tanto o Belo como a Raposa estão investindo pesado na contratação de jogadores para estas duas competições já que o objetivo é conseguir o acesso à divisão acima. O Botafogo luta para chegar a Série B e o Campinense tenta retornar a Série C. Os dois clubes já a anunciaram alguns reforços, entretanto, outros nomes continuam sendo negociados. Com o término do Campeonato Paraibano, Botafogo e Campinense, dependendo da tabela, pretendem realizar uma pequena temporada para ajustar os seus times.

BOLA DENTRO
Para a Mancha Azul que foi a Campina Grande e jogou ao lado do Atlético empurrando o time para a sua classificação. Foi uma festa que deixou a imprensa da serra encantada. Isso merece uma NOTA 10!

BOLA FORA
Para o erro grotesco e sem nenhuma precisão de José Renato indicando João Bosco para apitar o primeiro jogo semifinal entre Campinense e Treze em Campina Grande. Isso merece uma NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br