header top bar

José Anchieta

section content

Sertão seco: dificuldades e desafios

08/11/2015 às 11h31

Por José Anchieta

Os sertanejos vivem uma realidade das mais duras de todos os tempos, com poucas perspectivas de melhorias em curto prazo. Além da crise econômica nacional, que tem refletido fortemente no bolso do consumidor com o aumento dos preços de vários produtos e serviços, os efeitos da longa estiagem causam sérios problemas à população.

Neste final de ano, a crise hídrica tem se agravado ainda mais, com os reservatórios secando e ameaçando o abastecimento das cidades, que já sofrem racionamento. A escas

sez de água, inclusive, é tão grave que já reflete em prejuízos em vários setores da economia local e regional, a exemplo da construção civil.

Esse quadro de dificuldades se agrava a cada dia, principalmente porque já falta água em algumas localidades até para o consumo humano. Em Cajazeiras, por exemplo, grande parte da zona rural já é abastecida por carros-pipa, e na cidade, são vários bairros que sofrem transtornos com a falta d’água nas torneiras. Os moradores das áreas mais altas clamam todos os dias nas emissoras de rádio por água.

O drama aumenta ainda mais com as primeiras previsões nada animadoras sobre o inverno do próximo ano. Técnicos que acompanham a situação dos reservatórios da região não escondem mais de ninguém a realidade: se não houver recarga logo nos primeiros meses do ano, haverá colapso no abastecimento em várias cidades.

Pois bem, o Sertão seco tem muitos desafios a serem encarados para crescer e se desenvolver com mais oportunidades para todos. E um desses desafios é a questão dos recursos hídricos, principalmente enquanto não chegam à região as águas do São Francisco, cuja obra vem se arrastando há vários anos.
  
Em Cajazeiras
O ex-deputado Vituriano de Abreu esteve em Cajazeiras, no último final de semana, resolvendo questões de ordem pessoal, renovando contatos com amigos e tratando do fortalecimento do PMDB local. Ele não falou à imprensa sobre sucessão municipal, mas revelou a amigos que o assunto será discutido no momento certo, com os membros do partido e com as demais forças oposicionistas de Cajazeiras.

Proposta da ACIC
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Cajazeiras, Raimundo Júnior, participou de importante reunião, nessa quarta-feira (04), da Associação Comercial de Campina Grande. Ele disse que foi bem recebido pelos empresários campinenses, e discutiu, na oportunidade, uma de suas propostas para a entidade cajazeirense, que é a instalação de uma cooperativa de crédito em Cajazeiras. “Estamos lutando muito para concretizar essa ideia, que é importante para impulsionar ainda mais a economia local e regional”, disse o dirigente da ACIC, adiantando que o encontro foi muito produtivo.

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

José Anchieta

José Anchieta

Redator do Jornal Gazeta do Alto Piranhas, Radialista, Professor formado em Letras pela UFPB.

Contato: janchietacl@hotmail.com