header top bar

Reudesman Lopes

section content

Só o futebol para explicar o futebol

05/02/2015 às 22h13

Amigos (as), fiquei estupefato quando neste domingo (1º) que passou liguei o meu notebook e fui direto para ver a transmissão do jogo Atlético e Sousa e no placar estava lá, Trovão 1 Dinossauro 0, pena que o empate acontecera. Mas, este meu espanto é advindo daquilo que estamos a ver nos jogos do Mais Querido do Sertão, um time em formação, mas, que não passa aquela confiança ao seu apaixonado e fiel torcedor. Se fizéssemos uma enquete entre os atleticanos, de cada dez, apenas um e olhe lá acreditavam no Atlético no Marizão, principalmente depois daquilo que o time apresentou contra o autinho do amor. 

Na sexta feira, fui ao Perpetão para falar com o amigo Luciano e, sequer tive coragem de ficar para ver o apronto para o jogo em Sousa. Como gosto de ser verdadeiro e foi assim que dona Nazareth e seu Osmídio nos ensinou, pensei que sairíamos do Marizão com um caminhão carregado de gols contra nós, isso pelo que vimos na quarta feira passada contra o Auto Esporte, um jogo que foi tão fraco, que nem tem como se comentar e ainda bem que Joselito Feitosa quebrou o meu galho e pelo que falam do Sousa, se bem que os resultados do alviverde já nos dava uma esperança de uma derrota “educada”. 

Pois bem, para este atleticano o resultado foi simplesmente fantástico, se bem que já li que Tassiano colocou que o Trovão poderia ter matado o jogo e perdemos uma penalidade por falta de liderança, controle e equilíbrio dentro do campo já que o batedor oficial é e deve ser sempre Cleiton Cearense. 

Entretanto essa é uma partida que fica um saldo altamente positivo e de moral para o nosso time e o seu torcedor, pois, contra o Sousa, o que vale é não perder e assim é a fala da galera. 

Falando um pouco do Dinossauro, não o vi jogar ainda, mas, observei alguns momentos pela TV Diário do Sertão, me ficou a certeza que alguns jogadores tremeram e que o time em si não é aquilo que tenta se vender, ou seja, não mete medo, pelo menos contra o Atlético isso ficou bem demonstrado. 

Quanto ao Atlético, tomara que Tassiano tenha aproveitado bem toda a semana de folga para cuidar de um planejamento tático que seja adequado à qualidade dos seus jogadores e que se pense em trazer alguns jogadores para reforçar e assim passar a todos nós um pouco de confiança para a longa caminhada do campeonato paraibano e a nossa briga contra a zona da confusão. 

Contra o tempo
O Campeonato Paraibano já começou, mas a Federação Paraibana de Futebol ainda tenta ampliar o número de estádios que vão sediar os jogos da competição. São três arenas, todas na região metropolitana de João Pessoa, que ainda serão vistoriadas pela FPF, Ministério Público, Polícia Militar e Corpo: Estádio da Graça, Ivan Thomáz (que fica na Vila Olímpica do Valentina) e o Teixeirão, em Santa Rita.  De acordo com o presidente Amadeu Rodrigues, a Graça e Ivan Thomaz serão inspecionados. Entretanto, o dirigente ainda não informou quando estes estádios poderão sediar jogos.

Lamento
Mesmo conquistando um ponto fora de casa, o técnico do Atlético de Cajazeiras, Tassiano Gadelha, lamentou o empate por 1 a 1 com o Sousa, na tarde deste domingo, no Estádio Marizão. Segundo o treinador, sua equipe tinha total chance de vencer o jogo, já que além de não ter convertido um pênalti no final do jogo, os jogadores desperdiçaram várias oportunidades no decorrer do confronto sertanejo que poderiam ter dado à vitória ao time cajazeirense. – Jogamos fora de casa, contra uma equipe que era líder da competição. Mas, lamentavelmente, não saímos com a vitória por conta de um descuido. Perdemos um pênalti no final, além de outras chances que foram desperdiçadas. 

BOLA DENTRO
Para o presente que o Atlético Cajazeirense de Desportos proporcionou a sua nação no Marizão. Empatou com o Dino e esteve com a vitória nas mãos não fosse à penalidade desperdiçada. Mas, valeu e por isso a NOTA 10!

BOLA FORA
Para que se acabe essa onda de violência nos campos de futebol. Quem se desloca para ver uma partida de futebol precisa ser respeitado. A nossa torcida é para que as autoridades resolvam com as medidas necessárias. Coisa feia. NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br