header top bar

section content

Um clássico de verdade

05/02/2016 às 16h43

Por Reudesman Lopes

Atlético Cajazeirense de Desportos e o Paraíba Esporte Clube fizeram na terça feira 02, em Cajazeiras no Colosso das Capoeiras, aquilo que chamamos de verdadeiramente, um grande clássico e isso já na segunda rodada do campeonato paraibano. Bom lembrar que, nas suas estreias o Atlético perdeu em João Pessoa para o Autinho do Amor e o Paraíba empatou em casa com o Botafogo da capital e estes resultados já empurravam ambos a uma tentativa de vitória para iniciar na briga da sua classificação para o hexagonal. Assim, motivados pelas necessidades de vencer e movidos pela disputa caseira, Atlético e Paraíba entraram em campo dispostos a buscar esse resultado. Como falei anteriormente, foi um verdadeiro clássico e para tanto, neste, aconteceu de tudo, aliás, quase tudo, já que não tivemos nenhum jogador expulso. E o jogo? Quando a bola rolou já tivemos a sensação do que iríamos presenciar. Na verdade vimos um jogo bem movimentado onde filosofia de jogo se impunha pela maneira que os treinadores colocavam os seus times para a partida. O Atlético era mais toque de bola curto com aproximação dos seus jogadores, mas, pecava demais no passe final e com isso facilitava o contra ataque do Paraíba e, este por sua vez se precaveu durante boa parte do primeiro tempo à espera do trovão que não veio com aquela força que seu torcedor esperava, daí, quando percebeu o momento avançou as suas linha e passou a perigar. O primeiro se encerra com oportunidades claras de gols desperdiçadas pelas duas equipes o que demonstra o equilíbrio. Na segunda etapa do jogo ele se inicia como no primeiro tempo pelos menos até os 10 minutos quando o Atlético parou e o Paraíba se avolumou e acuou o Trovão em seu próprio campo de jogo até que em uma bola parada, uma falta, Xinho faz o gol da vitória do time Coral. A partir deste momento do gol o Paraíba trouxe o seu time para a linha de meio campo e esperou o Atlético que veio, desordenadamente, para tentar o ataque, mas, faltou competência e qualidade. Dois lances portanto, foram criticados e muito reclamados pelos atleticanos. Uma falta que cobrada por Robinho foi ao gol e entrou, mas, o assistente anulou pela participação de Balotelli impedido que desviou a atenção do goleiro numa participação indireta e a regra é clara, e em outro lance que se reclamou de penalidade máxima em duas faltas, na primeira na entrada da área e a última já dentro desta, mas, Umbelino optou pela falta fora da área. E foi só, ganhou quem foi mais organizado, mais valente e teve mais qualidade individual e coletiva, e esse time foi o Paraíba.

Urgente
Como é intenção do Atlético Cajazeirense de Desportos brigar pela sua classificação e como esse campeonato é de um tiro curto, a sua diretoria precisar urgentemente reforçar o time e para tanto fazer pelo menos três contratações pontuais, que em nossa opinião são: dois alas, um para a esquerda e outro para a direita e um atacante de área. Quanto ao tão propalado camisa 10, pelo que vi, Robinho vai dar conta do recado embora não seja especialista e assim diminuir o prejuízo do trovão azul. Mais uma vez a pré-temporada atleticana foi para o espaço, perdeu-se novamente.

Coisas do futebol
Até a bola rolar para a estreia contra o Botafogo de João Pessoa em Cajazeiras, o Paraíba Esporte Clube era colocado por muitos como um sério candidato na briga pelo rebaixamento, isso, tendo em vista a péssima pré-temporada do clube. Pois bem, passada duas rodadas do campeonato paraibano, empate contra o Belo e vitória sobre o Trovão, o time coral já se candidata como um concorrente forte a uma das vagas do seu grupo para o hexagonal que apontará os clubes que irão ao quadrangular final desta competição. São coisas do futebol.

BOLA DENTRO
Para a vitória histórica do Sousa Esporte Clube frente o Treze lá em Campina Grande. O Dino tirou as penas do Galo. Parabéns ao time sousense e a nossa NOTA 10!

BOLA FORA
Para aqueles que jogam o peso das fracas exibições e a consequentemente derrota de um clube sobre os ombros das arbitragens. Nem sempre é verdade e não adianta enganar o torcedor. Isso merece uma NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Professor da UFCG de Educação Física, Comentarista Esportivo da Rádio Alto Piranhas e Colunista Esportivo do Jornal Gazeta do Alto Piranhas

Contato: reudesman@bol.com.br