header top bar

Reudesman Lopes

section content

Ver para crer

12/05/2016 às 21h39 • atualizado em 16/05/2016 às 21h45

Por Reudesman Lopes

Eliminados do campeonato paraibano 2016 e prestes a verem o fechar de suas portas por falta de calendário para o segundo semestre do ano, Atlético Cajazeirense de Desportos e Paraíba Esporte Clube, portanto, os dois clubes de Cajazeiras que nos representa no cenário do futebol profissional, andam falando nas disputas da Copa Paraíba, competição organizada e dirigida pela Federação Paraibana de Futebol que limita a categoria até os 19 anos. O problema é que, nenhum dos dois tem, pelo menos oficialmente, qualquer trabalho em termos de atividades de base. Veja o que falo, “oficialmente”. Com o término do paraibano, após mais um fracasso, com jogadores contratados que não deram certo, ambos retornam a comentar a realização de categorias de base. Infelizmente, passados tantos anos após suas fundações, muito tem se propagado sobre a necessidade destas duas equipes terem um trabalho nas categorias de base o que decerto lhes proporcionaria a pensar em um início promissor de suas estruturações em termos de formação de jogadores, mas, toda essa falação, entra temporada e sai temporada e, nada de concreto é resolvido pelos seus dirigentes. Até, em tempos passados, mas, não tão distantes, me propus a coordenar um trabalho dessa magnitude e, sem qualquer ônus ao clube, na linguagem mais caseira, “eu me ofereci”, de graça, mas, não aconteceu a reciprocidade ou talvez o interesse em adentrar um projeto sério e desenvolvimentista que decerto traria inúmeros benefícios. Este ano foi provado e comprovado, pelos nossos clubes, Atlético e Paraíba, que a vinda pura e simples de atletas que se dizem jogadores e que na realidade chegam a cidade apenas para “passar uma chuva” é um investimento, errado e sem nenhum retorno, aliás, tem deles que dão retorno tão negativo que suas ações fora de campo chamam atenção como aconteceu neste temporada com jogadores que vieram a Cajazeiras apenas “encher a cara de cachaça” o que ficou mais que provado pelos próprios torcedores. Tenho dito, Cajazeiras tem em seu entorno uma vasta região que a coloca como polo regional, isso, por si só, já bastaria para dizermos o quão somos ricos em material humano, são os muitos os meninos que temos e que estão sendo perdidos, pelo nosso sono, pela nossa pouca inteligência de entender este processo e a grandeza de um projeto dessa natureza. Enquanto persistirmos no erro grosseiro em trazer esses “caras”, esquecendo a grandiosidade da região e o que ela poderia nos oferecer em bons jogadores, não tenhamos dúvidas, os resultados continuarão a ser os que vimos nesta temporada de Paraíba e Atlético.

 

Gol de placa 1

Apesar do campeonato paraibano já está em suas semifinais, o Gol de Placa, um belo incentivo do Governo do Estado, continua a preocupar os clubes que praticamente vivem destes recursos. Já eliminados do paraibano 2016, alguns destes estão esperando em desespero a segunda parte da primeira cota para que assim possam quitar seus débitos. Enquanto isso as contas a cada dia só aumentam. Tem mais serão seis parcelas e como a primeira está sendo paga em duas vezes se isso acontecer com as outras, não serão seis e sim doze parcelas. Êta coisa difícil é esse gol de placa sair.

Bacharelado

A Faculdade São Francisco já abriu as inscrições para o Vestibular 2016.2 com relação ao Curso de Bacharelado em Educação Física. As inscrições estão sendo feitas na secretaria da FASP bem como pela internet e irão até o dia 15 de junho, o concurso do vestibular se realizará no dia 19 de junho. Atualmente este curso funciona com duas turmas no período noturno e a avaliação feita pelos alunos que integram o Bacharelado em Educação Física desta Faculdade é o melhor possível. Uma bela estrutura começa a ser implantada com obras em andamento de uma quadra poliesportiva e de uma moderna sala de ginástica, além do complexo de sala de aulas deste curso.

 

BOLA DENTRO

Para o Eu Atleta em Cajazeiras. Organizados e com objetivos bem definidos, o que seria apenas um simples lazer, logo se transformou em um importante projeto para a comunidade local. Meninos NOTA 10!

BOLA FORA

Para o futebol paraibano que vê seu campeonato paralisado pelo sentimento de puro revanchismo de quem, em campo, foi pura incompetência. Agora, somente Deus sabe quando ele terminará. Isso vale uma NOTA 0!

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Contato: reudesman@bol.com.br

NO CALDEIRÃO POLÍTICO NA TV

Advogado fala da profissão, discute política e diz que Luciano Cartaxo é favorito nas eleições de 2018

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com o Ministério de Louvor: Fonte de água da vida

SAÚDE MENTAL

VÍDEO: “Psicologia no Ar” reestreia na TV debatendo as dúvidas e estereótipos que os psicólogos carregam

ENTREVISTA

VÍDEO: Com demonstrações ao vivo, fisioterapeuta cajazeirense explica como funciona a Quiropraxia

Reudesman Lopes

Reudesman Lopes

Contato: reudesman@bol.com.br