header top bar

section content

Policia prende em Cajazeiras padrasto pedófilo

Está virando moda. Na noite desta quarta-feira (15) no sitio Santo Antonio, zona rural de Cajazeiras, a Policia Militar foi acionada e prendeu Francisco Diassis Pessoa, 30 anos, amasiado. Francisco é acusado de aliciar as duas enteadas menores de idade, L A S de 11 anos e L A S de 12 anos, ambas as […]

Por

15/04/2009 às 23h27

Está virando moda. Na noite desta quarta-feira (15) no sitio Santo Antonio, zona rural de Cajazeiras, a Policia Militar foi acionada e prendeu Francisco Diassis Pessoa, 30 anos, amasiado. Francisco é acusado de aliciar as duas enteadas menores de idade, L A S de 11 anos e L A S de 12 anos, ambas as filhas da sua companheira Mericeia da Silva, com quem vive maritalmente há seis anos.

Segundo informações da avó das meninas a senhora Maria de Fátima da Silva, agricultora, residente no sitio Caititú, Francisco vinha há vários meses aliciando as menores e para que não fosse dedurado, o homem ameaçava as crianças de morte.

Na noite desta quarta-feira (15) por volta das 18h00 ao tentar mais uma de suas investiduras contra as menores, a mãe das vitimas percebeu que algo estranho estava acontecendo e ao interpelar a menor L A S de 12 anos, ela entregou tudo que estava se passando. A mãe das menores na mesma hora acionou a policia que foi ao local da denuncia e ao chegar ouviu as vitimas que confirmaram o aliciamento.

A policia conduziu o acusado que é funcionário da Fiação Patamuté, na cidade de Cajazeiras até a Delegacia para os procedimentos previstos pela Lei.

A Mãe Mericeia da Silva e a avó Maria de Fátima conduziram as duas menores até a Delegacia e em seguida na companhia de agentes da Policia Civil, foram conduzidas até o Hospital Regional de Cajazeiras para que fossem submetidas a exames para comprovar se houve relação sexual, que caracterizaria estupro, mas nada foi comprovado nos exames médicos. Os exames foram realizados pelo médico Deusdedit de Leitão, e o laudo pericial, não constatou a efetivação do estupro.

A Delegada plantonista realizou os procedimentos legais e autuará o padrasto por assedio sexual, aliciamento e pedofilia, podendo o mesmo se condenado a regime fechado.

O Conselho Tutelar foi acionado e deverá acompanhar todos os procedimentos do caso, como também fará o acompanhamento psico-social das menores e da família.

JOSELITO FEITOSA
Da Redação do Diário do Sertão
Com Informações Junior Folha Vip

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires