header top bar

section content

Pai do seqüestrador Lindemberg Alves se diz revoltado com o crime

O pai de Lindemberg Alves, José Luciano, que mora na Serra de Teixeira, no Sertão do Estado, disse em entrevista à TV Cabo Branco que perdeu o contato com o filho quando ele ainda era criança...

Por

21/10/2008 às 10h09

align=leftO pai de Lindemberg Alves, José Luciano, que mora na Serra de Teixeira, no Sertão do Estado, disse em entrevista à TV Cabo Branco que perdeu o contato com o filho quando ele ainda era criança, mas afirma ter se sentido revoltado com a atitude do rapaz.

“Eu me senti revoltado, isso não é uma coisa que ninguém faça. Um cara novo que poderia procurar outro caminho, estudar. Não é coisa para ser humano não. É uma coisa muito triste”, afirmou.

Lindemberg manteve a ex-namorada Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, refém durante 100 horas na casa da família dela em Santo André, no ABC, em São Paulo. Além da garota, uma amiga dela, Nayara Silva, de 15 anos, também ficou em poder do seqüestrador.

Na sexta-feira (17), os dias de cativeiro acabaram de forma trágica. Eloá foi atingida com um tiro na cabeça e teve morte cerebral diagnosticada no sábado (18) e Nayara foi ferida com um tiro na boca, mas passa bem. A garota está internada e deve ter alta na quarta-feira (22).

Já o corpo de Eloá está sendo velado desde ontem, atraindo cerca de 10 mil pessoas para dar o último adeus a jovem. O sepultamento está marcado para as 9h de hoje.

Com informações da TV Cabo Branco e do Portal G1

PROCESSO DE MIGRAÇÃO

Diretor regional na Paraíba tira todas as dúvidas sobre abertura de novas contas dos servidores estaduais no Bradesco

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview