header top bar

section content

MP de Sousa pede prisão preventiva de motorista bêbado envolvido no acidente que matou dois irmãos

acidente aconteceu no final da tarde do dia 25 de fevereiro, na BR 230, nas proximidades do acampamento dos “Sem Terras”. Confira o documento anexo!

Por Luzia de Sousa

04/03/2016 às 14h48 • atualizado em 04/03/2016 às 15h40

Motorista que causou o acidente foi preso em flagrante (Foto: Polícia Civil)

O Ministério Público da cidade de Sousa deu parecer e pediu a prisão preventiva em desfavor do vigilante Ananias Lúcio de Sousa Neto, 42 anos, envolvido no acidente dos irmãos Milene Helen Formiga, 17 anos e Marcelo Henrique, de 25 anos. Ananias continua preso na Colônia Penal Agrícola do Sertão em Sousa até que o Juiz das Execuções Penais apreciar o processo e dar seu parecer, favorável ou não.

O acidente aconteceu no final da tarde do dia 25 de fevereiro, na BR 230, nas proximidades do acampamento dos “Sem Terras”, saída de Sousa a Aparecida. O motorista seguia em um veículo Pálio e bateu violentamente na traseira de uma moto de cor preta ocupada pelas vítimas.

De acordo com a decisão, o motorista preso em flagrante estava fora de liberdade provisoriamente, mas a conversão em prisão preventiva é legal e assegura que o suspeito continue preso.

Após o acidente, Ananias se evadiu do local. A polícia militar momentos depois foi informada através de ligações anônimas de seu paradeiro. Ananias foi encontrando em um posto de combustíveis em Aparecida, sendo detido e encaminhado à delegacia de polícia civil em Sousa, para prestar esclarecimento junto ao delegado de plantão Dr. Francisco Abrantes e em seguida ficou preso.

DIÁRIO DO SERTÃO 

NESTE FIM DE SEMANA

VÍDEO: Comerciante africano traz a Cajazeiras feira popular de São Paulo que vende pela metade do preço

VÍDEO!

Diário esportivo fala sobre os craques da Copa do Mundo e o futebol amador da cidade de Cajazeiras

EMPODERAMENTO

VÍDEO: Equipe Bike Girls de Cajazeiras promove neste final de semana pedal dedicado às mulheres

OUTRO LADO

Secretário de saúde diz que verbas federais serão mantidas e que o SAMU de Cajazeiras não vai fechar