header top bar

section content

Ligeiro: Ex-prefeito da região de Sousa é liberado; Veja vídeo do momento da prisão

Fabrício Abrantes explicou ainda que o caso será julgado no Tribunal Regional Federal no próximo dia 19 de março. Confira!

Por Luzia de Sousa

11/03/2016 às 14h22 • atualizado em 11/03/2016 às 15h01

O ex-prefeito de Nazarezinho foi preso nesta sexta-feira por força de mandado de prisão (Foto: Reprodução/TV Paraíba)

O ex-prefeito da cidade de Nazarezinho, região de Sousa, Francisco Gilson Mendes Luiz foi liberado nesta sexta-feira (11), após ser preso no início da manhã desta mesma sexta-feira. Ele foi condenado por crimes de responsabilidade por desvio de recursos públicos e o mandado foi cumprido por policiais civis da cidade de Sousa.

O advogado do prefeito, Fabrício Abrantes informou que a prisão é ilegal decorrente de um erro da Justiça. Ele informou que a defesa do ex-prefeito entrou com um recurso e o juiz responsável pelo caso suspendeu o mandado no dia 3 de fevereiro, porém, o pedido de prisão não foi retirado do Banco Nacional de Mandados do Conselho Nacional de Justiça.

Veja o vídeo da prisão!

Entenda
O ex-prefeito da cidade de Nazarezinho, região de Sousa, Francisco Gilson Mendes Luiz foi preso no início da manhã desta sexta-feira (11). Ele foi condenado por crimes de responsabilidade por desvio de recursos públicos e o mandado foi cumprido por policiais civis da cidade de Sousa.

Francisco Mendes foi prefeito de Nazarezinho entre os anos de 2005 e 2008. O mandado foi expedido pela 8º Vara Federal da Seção Judiciária da Paraíba, localizada em Sousa, no dia 26 de janeiro de 2015. O ex-prefeito, que acumula processos por improbidade administrativa e já foi condenado a cinco anos e 10 meses de prisão em regime semi-aberto, foi detido na casa onde morava.

O advogado do prefeito Fabrício Abrantes, afirmou que a prisão é ilegal e decorre de um erro judiciário. Segundo a ele, a defesa do ex-prefeito entrou com um recurso e o juiz responsável pelo caso suspendeu o mandado no dia 3 de fevereiro, no entanto o pedido de prisão não foi retirado do Banco Nacional de Mandados do Conselho Nacional de Justiça.

Fabrício Abrantes explicou ainda que o caso será julgado no Tribunal Regional Federal no próximo dia 19 de março e a defesa vai ingressar com uma ação indenizatória por danos morais contra a União e o Estado da Paraíba. Até as 7h25, o ex-prefeito de Nazarezinho continuava detido na delegacia de Sousa.

DIÁRIO DO SERTÃO

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores

MITO DA INTERNET

VÍDEO: Fenômeno Gleyfy Brauly bate recorde de audiência no Xeque-Mate e canta sucessos no ‘imbromation’

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires