header top bar

section content

Em Sousa: delegada fala sobre o porte e a posse ilegal de arma de fogo. Veja o vídeo!

O delegado do Grupo Tático Especial (GTE) da polícia civil, Carlos Seabra, também falou sobre as penas de portar ilegalmente uma arma de fogo. Veja!

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

07/06/2016 às 15h12 • atualizado em 07/06/2016 às 16h23

A reportagem do portal e TV Online Diário do Sertão, entrevistou nesta terça-feira (07) a delegada da 19ª Área Integrada de Segurança Pública (AISP) da cidade de Sousa, Patrícia Forny, e ela falou sobre o porte e posse de armas de fogo.

Além de Patrícia, nossa reportagem também conversou com o delegado do Grupo Tático Especial (GTE) da polícia civil, Carlos Seabra, que falou sobre as penas de portar ilegalmente uma arma de fogo.

Posse x porte de arma de fogo
Apesar de serem condutas parecidas, o estatuto do desarmamento as trata de forma distinta, e prevê dois crimes diferentes para as condutas de posse irregular e porte ilegal de arma de fogo.

O crime de posse irregular de arma de fogo, previsto no artigo 12 do referido estatuto, consiste em manter no interior de residência (ou dependência desta) ou no local de trabalho a arma de fogo. Por sua vez, o crime de porte ilegal esta previsto no artigo 14, e pressupõe que a arma de fogo esteja circulando ou esteja fora da residência ou do local de trabalho.

Posse irregular de arma de fogo de uso permitido
Art. 12. Lei10.826/2003 – Possuir ou manter sob sua guarda arma de fogo, acessório ou munição, de uso permitido, em desacordo com determinação legal ou regulamentar, no interior de sua residência ou dependência desta, ou, ainda no seu local de trabalho, desde que seja o titular ou o responsável legal do estabelecimento ou empresa:

Pena – detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa.

Treinamento de tiro (foto: ilustrativa/internet)

Treinamento de tiro (foto: ilustrativa/internet)

Porte ilegal de arma de fogo de uso permitido

Art. 14. Portar, deter, adquirir, fornecer, receber, ter em depósito, transportar, ceder, ainda que gratuitamente, emprestar, remeter, empregar, manter sob guarda ou ocultar arma de fogo, acessório ou munição, de uso permitido, sem autorização e em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

Parágrafo único. O crime previsto neste artigo é inafiançável, salvo quando a arma de fogo estiver registrada em nome do agente. (Vide Adin 3.112-1)

DIÁRIO DO SERTÃO

ENTREVISTA

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar recebe professor doutor de Cajazeiras pra falar sobre Psicologia Social

INTERVIEW

VÍDEO: Autor do filme “Memória Bendita” fala sobre os desafios de promover cultura na região de Sousa

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa: Em Continência ao Senhor Jesus com os membros da Igreja Fonte de Água da Vida

MARIA CALADO NA TV

Maria Calado na TV recebe diretamente do Rio Grande do Norte, Fábio Carvalho; CONFIRA!