Notícias
17/11/2016 às 10h36 • atualizado em 17/11/2016 às 13h46

postado por: Estagiário

Afiliada da rede Globo vai ao local onde homem era mantido em cárcere privado pelo irmão na cidade de Sousa. Vídeo!

O local onde a vítima estava sendo mantida não tinha nem chuveiro e nem vaso sanitário, e a circulação de ar e de luz era precária. Lugar parecia uma prisão

Em Sousa, no Sertão da Paraíba, a reportagem do JPB foi ao local onde um homem de 40 anos estava sendo mantido em cárcere privado há mais de 30 dias em um cômodo sem condições mínimas de vivencia por seu irmão de 69 anos. Segundo informações cedidas pela Polícia Civil, a vítima sofre de problemas mentais.

O repórter do JPB conversou com José Francisco da Silva, acusado de deixar seu irmão em cárcere privado. José disse que trancafiou o irmão em decorrência de surtos de violência que a vítima vinha apresentando. “Eu fiz porque era obrigado. Ele acabou dois carros meus. Bateu e quebrou [os veículos]. Nesse tempo a cachaça dele era pesada. Ele já não morreu porque vivia nesse espaço”.

O local onde a vítima estava sendo mantida não tinha nem chuveiro e nem vaso sanitário, e a circulação de ar e de luz também eram precária, sendo apenas por um espaço na porta de entrada, lembrando uma cela de cadeia. Após saber das investigações, o acusado se apresentou na delegacia para prestar depoimento.

“Ele foi qualificado e interrogado e vai responder por cárcere privado. A pena, caso condenado, pode variar de 4 a 10 anos”, revelou o delegado Vicente Honório.

Durante o depoimento, o idoso revelou que a vítima recebia tratamentos no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) da cidade de Sousa, porém o tratamento tinha parado de ser fornecido pela unidade. Quando procurada, a direção do Caps disse que o atendimento segue normalmente, a vítima é que deixou de ser levada pelo acusado.

DIÁRIO DO SERTÃO com G1 PB

Deixe seu comentário