Cidades
23/11/2016 às 22h28 • atualizado em 24/11/2016 às 07h39

postado por: Estagiário

Juíza analisa eleições de Cajazeiras, revela duas AIJE´s e fala de biometria – ÁUDIO!

A despeito da diplomação, Adriana disse que será no dia 16 de dezembro, porém ainda não podendo afirmar onde será realizada a solenidade, pois está no aguardo da confirmação dos responsáveis pelo espaço

Juíza das Execuções Penais de Cajazeiras, Adriana Lins (Foto: Diário do Sertão)

Em entrevista à imprensa de Cajazeiras, Adriana Lins, Juíza da 42ª Zona Eleitoral, fala da questão da biometria e a respeito da solenidade de diplomação dos candidatos eleitos nas eleições de 2016.

+ Justiça Eleitoral define datas para maioria das Comarcas de Cajazeiras e região e agenda diplomações de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e suplentes eleitos em outubro

Sobre a biometria, a Juíza contou que ainda existem vários casos de pessoas que tentam votar por outras, e o mecanismo da biometria põem fim a esse tipo de prática. “É uma realidade lamentável, e o mecanismo da biometria encerra essa via ilícita”.

A magistrada fez uma análise rápida do pleito eleitoral em Cajazeiras e revelou a existência de duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE). Sem dar detalhes Adriana disse que os processos ainda serão analisados.

A despeito da diplomação, Adriana disse que será no dia 16 de dezembro, porém ainda não podendo afirmar onde será realizada a solenidade, pois está no aguardo da confirmação dos responsáveis pelo espaço. Ela disse que quer realizar uma diplomação festiva e comemorativa, para selar todo o trabalho realizado no pleito.

“Conversamos com os prefeitos eleitos das três cidades, além dos vereadores, e todos se propuseram a realizar uma diplomação festiva, e é isso que vamos fazer no dia 16 de dezembro”, revelou a Juíza.

Ouça aqui!

DIÁRIO DO SERTÃO com áudio da Rádio Difusora

Deixe seu comentário