header top bar

section content

veja mais Região de Sousa

Agricultor condenado por estuprar sobrinha deficiente mental é preso em cidade da região de Sousa. VEJA!

Segundo informações da Polícia Civil ele foi condenado a 10 anos de cadeia no ano de 2012 por ter estuprado sua sobrinha que sofre de deficiência mental.

Por Estagiário

28/11/2016 às 11h23 • atualizado em 28/11/2016 às 11h34

O menino foi aprendido por se tratar também de um menor de idade (foto: ilustrativa/internet)

Na cidade de São Francisco, no Sertão da Paraíba, foi concretizado um mandado de prisão em desfavor de um agricultor de 32 anos de idade, ele foi preso nas mediações da Zona Rural do município. Segundo informações cedidas pela Polícia Civil, ele foi condenado a 10 anos de cadeia no ano de 2012 por ter estuprado sua sobrinha que sofre de deficiência mental.

Ainda em congruência com a polícia, após várias investigações, foi constatado que o réu estava se refugiando no Sítio Prata, localizado na região circunvizinha do município de São Francisco. O mandado de prisão foi expedido no dia 16 de novembro, vindo a ser cumprido só agora.

Antes da prisão, o agricultor ainda teria oferecido resistência, é o que contou a Polícia Civil, esforço esse sem êxito, pois o mesmo conseguiu ser capturado e foi conduzido à delegacia de Pombal, onde foi realizado todas as diligencias cabíveis ao caso e logo m seguida, foi encaminhado à Cadeia Pública de Pombal, onde cumprirá sua pena.

DIÁRIO DO SERTÃO

PROGRAMA

Direto do Vale do Piancó, banda Gata Dengosa estoura a audiência no programa Maria Calado na TV; ASSISTA!

INTERVIEW

Promotor ‘manda’ município retirar mercadorias de calçadas, cita saúde como problema e lamenta: “O povo continua votando em corruptos”

CAMPEONATO PARAIBANO

VÍDEO: Com estádio superlotado, Atlético de Cajazeiras joga mal e é goleado pelo Botafogo de João Pessoa no primeiro jogo da semifinal

TROVEJOU EM CAJAZEIRAS

VÍDEO: Com novo treinador, Atlético vence Inter, volta ao G4 e vai para última rodada decidir vaga com time de Campina