header top bar

section content

Jovem corre risco de vida e precisa de cirurgia urgente; ele não consegue por causa de descumprimento judicial

“Quando vou atrás eu me sinto humilhada, porque lá eles ficam fazendo você de palhaça. É uma corrida contra o tempo”, revelou a mãe do paciente Pedro

Por Henrique

11/12/2016 às 17h49 • atualizado em 11/12/2016 às 17h53


A equipe da TV Paraíba, afiliada a rede Globo de televisão, destacou em reportagem o caso de um jovem de 15 anos que precisa fazer uma cirurgia imediatamente, mas até agora não conseguiu. Pedro Ígor Vidal sofre de uma doença rara que causa uma degeneração nos músculos e não tem cura.

Com a progressão da doença, a coluna perde a sustentação e o corpo começa a esmagar os órgãos internos. É isso que já está acontecendo. A única forma de melhorar a qualidade de vida é uma cirurgia na coluna que custa entre R$ 150 mil a R$ 200 mil reais.

Por causa da fase de crescimento dos órgãos, a cirurgia só pode ser realizada até os quinze anos de idade, e Pedro completa dezesseis já em maio do ano que vem. A família entrou na justiça para que o Governo Estadual autorizasse a cirurgia. Em maio deste ano, o Juiz determinou que ela fosse feita, mas até hoje não foi realizada.

“Quando vou atrás eu me sinto humilhada, porque lá eles ficam fazendo você de palhaça. É uma corrida contra o tempo”, revelou Antônia Vidal, mãe de Pedro.

A gerente da terceira região de saúde do estado, Tatiana Medeiros, disse que vai verificar o número do processo e irá se posicionar sobre esse caso na próxima segunda-feira.

DIÁRIO DO SERTÃO com G1

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor

ENTREVISTA

VÍDEO: Do vício em jogo à fama, ‘Rei das Tapiocas’ de Cajazeiras conta trajetória no programa Xeque-Mate

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria calado na TV recebe os Quentes da Pegada da cidade de São João do Rio do Peixe

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa Em Continência ao Senhor Jesus com a participação do Sargento Souza e Marcos Alan