header top bar

section content

Comissão de Direitos Humanos da OAB Cajazeiras planeja ações para 2017

Foram discutidos vários temas de interesse da sociedade, dentre eles a retomada do projeto OAB na escola.

Por Priscila Belmont

06/02/2017 às 09h26

A Comissão de Direitos Humanos da OAB – Subseção Cajazeiras se reuniu no último dia 02 de fevereiro, na sede da OAB local, para realizar o planejamento de suas ações para o primeiro semestre do ano de 2017.

Foram discutidos vários temas de interesse da sociedade, dentre eles a retomada do projeto OAB na escola, visando levar até os alunos de escolas públicas e privadas o conhecimento sobre seus direitos e deveres enquanto cidadãos e cidadãs, além de noções sobre igualdade e respeito.

Também se discutiu sobre as condições do sistema carcerário de nossa região, tendo sido eleitos como principais pontos a serem priorizados pela Comissão a superlotação, a situação dos agentes penitenciários, o excesso de patrimônio sem uso e a carência de gêneros alimentícios e de higiene.

Além da atuação local, a Comissão de Direitos Humanos espera, até o fim do ano, averiguar as condições de apenados e agentes nos municípios de São José de Piranhas, São João do Rio do Peixe e Bonito de Santa Fé.

Por fim, ficou decidida a realização de um evento beneficente e de cunho educativo a ser realizado na data de 18 de maio do corrente ano, em referência ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, visando atingir e sensibilizar alunos das áreas de psicologia, assistência social e direito, bem como a sociedade em geral, para a importância de se proteger a infância e a juventude.

Secretaria da OAB Cajazeiras

ALFINETOU

VÍDEO: Aliado do prefeito destaca asfaltamento de ruas de Cajazeiras e alfineta grupo de Carlos Antonio

REVELAÇÃO

VÍDEO: Emocionado, radialista fala de dificuldades na infância e revela que ‘amigo’ lhe ofereceu drogas

VEJA

VÍDEO: Gilvan de Andrade fala de experiência no Rádio em Cajazeiras e João Pessoa

VÍDEO

Padre anuncia reforma da paróquia São João Bosco de Cajazeiras a avalia atuação do bispo