header top bar

section content

Governo promove eventos para homenagear agricultoras assistidas pela Emater

Estão programadas várias conferências sobre projetos produtivos, hortas, pomares, criação de pequenos animais e plantas medicinais, agroecologia.

Por Priscila Belmont

08/03/2017 às 09h50

Serão palestras sobre saúde da mulher, exposições de produtos artesanais, apresentações culturais, a mulher empreendedora.

O Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta quarta-feira (8), será lembrado pela Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater (GU) durante o mês de março com uma programação que acontece em todo o Estado, como parte das comemorações programadas pelo Governo do Estado.

O presidente da GU, Nivaldo Magalhães, ressaltou a atenção para o papel e a importância da mulher na sociedade, suas conquistas e participação na atual conjuntura. Ele lembrou que o papel das mulheres extensionistas com suas atividades técnicas e administrativas é importante para a construção de políticas públicas para o desenvolvimento socioeconômico e sustentável das comunidades rurais. Destacou como marco a Constituição de 1988, que deu reconhecimento constitucional para as mulheres agricultoras rurais, com extensão de direitos e acesso as instituições de um modo geral.

Os eventos iniciaram no dia 2 e vão até o dia 31 em quase 100 municípios, com ações diversificadas, por meio do trabalho coordenado pelos chefes dos escritórios e com acompanhamento do Núcleo de Extensão Social, coordenado por Zilda Figueiredo Lima Abrantes.

Serão palestras sobre saúde da mulher, exposições de produtos artesanais, apresentações culturais, a mulher empreendedora com experiência exitosa, visita a grupo de produção de corte e costura, a importância da mulher do campo.

Também haverá debates sobre crédito rural, práticas públicas para a mulher agricultura, associativismo, boas práticas de fabricação de alimentos, saúde da mulher, o Pronaf Mulher, a importância da mulher na agricultura familiar, a inclusão da mulher no mercado de trabalho.

Estão programadas várias conferências sobre projetos produtivos, hortas, pomares, criação de pequenos animais e plantas medicinais, agroecologia e o papel da mulher no processo produtivo familiar com sustentabilidade.

Modelo de persistência – A agricultura familiar Maria Inês dos Santos, casada com Hélio Martins Pereira, residente no Sítio Santo Antônio, na comunidade Mata da Chica, no município do Conde, Litoral Sul da Paraíba, é um modelo de persistência. Ela nasceu e crescido no campo, planta, rega e colhe os produtos agrícolas que são levados às mesas dos consumidores. Há oito anos, trabalha no cultivo de fruteiras e raízes como macaxeira, inhame, batata-doce e outras, seguindo orientação de extensionistas para a produção que segue um controle de qualidade, sem uso de agrotóxicos e primam pela qualidade do que oferece aos consumidores.

“Sou uma agricultura sofrida, mas não desisto. Vamos continuar na luta no campo”, afirmou Maria Inês lembra que na adolescência trabalhava com seus pais ali mesmo nas terras onde hoje vive com o marido.
Ela diz que sente orgulho do trabalho que executa como agricultura, afirmou que se sente realizada sabendo que as pessoas residentes nas cidades estão consumindo e sobrevivendo os produtos que saem do campo. “Mesmo diante das dificuldades e do trabalho pesado, não deixo a terra de jeito nenhum”, disse.

Secom

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Programa Mensagem de Esperança com Sara Sheyla e Nelson Dantas – 21072017

MARIA CALADO NA TV

Programa Maria Calado na Tv recebe Banda a ‘Forró du Ribuliço’ da cidade de São José de Piranhas

INTERVIEW

Interview: Poeta repentista fala sobre dificuldades e lamenta falta de apoio

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Assista a estréia do programa Em Continência ao Senhor Jesus