header top bar

section content

Governo apoia atividades comemorativas do Dia Internacional da Síndrome de Down

Atualmente, a Rede tem condições de atender às pessoas com Síndrome de Down em todos os Centros Especializados de Reabilitação - CER, espalhados pelo estado.

Por Priscila Belmont

21/03/2017 às 10h28

Sindrome de Down (Foto: Ricardo Puppe)

Nesta terça-feira (21), é comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. A Secretaria de Estado da Saúde, SES, apoia as atividades comemorativas nos municípios, e trabalha no fortalecimento da Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Deficiência. Atualmente, a Rede tem condições de atender às pessoas com Síndrome de Down em todos os Centros Especializados de Reabilitação – CER, espalhados pelo estado.

Os Centros possuem equipes multiprofissionais de acordo com cada tipo de deficiência e promovem o atendimento especializado em reabilitação, articulação com os demais serviços de saúde. São classificados quanto ao tipo e quantidade de serviços especializados de reabilitação: CER II (dois tipos de deficiência) CER III (três tipos de deficiência) e CER IV (todos os tipos de deficiência).

Na Paraíba, existem atualmente dois CER IV habilitados: A Funad, na Capital, desde 2013 e em Campina Grande, onde a antiga AACD foi habilitada em dezembro de 2016. Está sendo construído outro em Sousa, que custará R$ 7.782.425,75, tendo como contrapartida do Estado no valor de R$ 2.782.425,75. Em dezembro de 2016, também foram habilitados outros centros de reabilitação, sendo: CER II (físico e auditivo) no Conde e CER II (físico e intelectual) em João Pessoa (Centro Municipal de Inclusão à Pessoa com Deficiência), Monteiro, Patos, Piancó e Catolé do Rocha.

Existem outros CER em construção ou em fase final de implantação, como dois CER III (físico, intelectual e visual), sendo um em Guarabira e outro em Princesa Isabel e mais três CER II, um em Cuité (física e auditiva), um em Santa Rita (física e visual) e um em Araruna (física e auditiva).

“A Ses, em parceria com a Funad, promoveu cursos de capacitação para os profissionais de saúde dos municípios, utilizando as diretrizes de atenção à saúde produzidas pelo Ministério da Saúde e tem a perspectiva de fazer outras capacitações para os serviços de reabilitação. Além disso, dá apoio técnico na implementação da rede nas Regiões de Saúde, seja na construção dos Planos Regionais de Saúde ou na orientação técnica do funcionamento dos serviços e ainda ajuda nas pactuações regionais necessárias”, explicou o coordenador da área técnica de Saúde da Pessoa com Deficiência, da Ses, Hélio Soares.

S.O.S. Bebê de Alto Risco

Desde 2011, o Governo do Estado, por meio da Funad, desenvolve o programa “SOS Bebê de Alto Risco”, que é um convênio firmado com algumas maternidades públicas e privadas de João Pessoa com o objetivo de integrar e humanizar o atendimento aos bebês que nasçam com deficiência. O convênio prevê que as maternidades designem uma equipe, para nos casos de suspeita de qualquer deficiência na criança, dentre elas, a Síndrome de Down, seja encaminhada para a Funad onde receberá atendimento multiprofissional.

Assinaram este convênio, as maternidades Cândida Vargas; Frei Damião; Hospital Universitário Lauro Wanderley; CLIM – Clínica Integrada da Mulher Hospital e Maternidade; Hospital Unimed João Pessoa e Edson Ramalho.
“A perspectiva da Ses e da Funad é que, com a implantação dos novos CER, esse projeto possa ser ampliado para outras regiões de saúde no Estado”, concluiu Hélio.

Secom

MERCADO NEGRO

EXCLUSIVO: Padre denuncia que Cajazeiras está repleta de ‘locadoras de armas’: “A polícia sabe” – VÍDEO!

PARABÉNS

VÍDEO: Veja a mais nova música que homenageia a cidade de Cajazeiras nos seus 154 anos de emancipação

AO VIVO

Assista ao Debate de Cajazeiras completo; vários temas foram levantados para melhorar a cidade

CACHOEIRA DOS ÍNDIOS

VÍDEO: Ex-prefeito rompe o silêncio, fala de derrota e lamenta promessa não cumprida de atual gestor