header top bar

section content

Veja algumas dicas de como incorporar técnicas na vida sexual e fazer o sexo durar horas

As técnicas milenares no tantra são baseadas em conexão, energias e autoconhecimento; especialistas dão dicas de como incorporá-las no sexo

Por Campelo - Diário do Sertão em Sousa

11/04/2017 às 09h16

Você pode se basear em técnicas do tantra para melhorar sua vida sexual (Foto: Shutterstock)

Prometendo orgasmos absurdos e relações sexuais intermináveis, o sexo tântrico caiu até nas graças de celebridades; no ano passado, o cantor Di Ferrero polemizou ao dizer que as relações sexuais com a mulher, a modelo Isabelo Fontana, chegam a durar oito horas com a prática do tantra. De acordo com o terapeuta corporal e especialista em massagem tântrica Daniel Carletti, o conhecimento acerca do tantra é procurado por pessoas de idades diferenciadas e proporciona benefícios incríveis tanto para a sexualidade quanto para o emocional de quem o pratica.

O terapeuta afirma também que, no tantra , um dos objetivos é o de descobrir ou “acordar” zonas erógenas por todo o corpo e fortalecer a musculatura pélvica para proporcionar orgasmos mais intensos. Se você se interessou e quer começar a praticar o sexo tântrico, estas dicas podem te ajudar:

Converse durante o sexo

Conforme conta a coach em sexualidade Devi Ward ao site “Refinery29”, o ato de beijar, tocar o outro e transar é uma conexão, e nada melhor para torná-la ainda mais forte do que conversar com o parceiro enquanto faz tudo isso. Ele explica que interpretar sinais como gemidos pode ser complicado e confuso, e que vale a pena verbalizar desejos e elogios na hora H. “Quando discutimos nosso prazer com o parceiro e o apreciamos, construímos intimidade e confiança”, afirma ela.

Respiração sincronizada

Usada muitas vezes como uma técnica para aliviar a ansiedade e o estresse, Carletti explica que exercícios de respiração também ocupam um grande papel entre as técnicas da filosofia. A coach concorda e recomenda que, antes de começar as brincadeiras com parceiros, os dois inspirem profundamente ao menos dez vezes. Quando as coisas começarem a esquentar, você pode iniciar um exercício tântrico relacionado à respiração e sincronizá-la com a do parceiro.

Devi afirma que a prática de harmonizar a respiração também ajuda a estabelecer uma conexão poderosa, ainda mais se os parceiros estiverem olhando nos olhos um do outro.

Faça uma lista de coisas que te excitam

Aqueles que querem ser adeptos da filosofia tântrica precisam fazer uma lição de casa. Carletti conta que a palavra “tantra” vem de “teia”, o que simboliza a conexão. Já que a comunicação é algo chave para que essa conexão se estabeleça, é importante que você saiba o que te excita. Pensar e escrever sobre isso com o parceiro é uma boa forma de conhecer a si mesmo e a pessoa com quem você faz sexo.

Masturbe-se!

Ótimas notícias: você não precisa estar em um relacionamento para apimentar sua vida sexual com a filosofia. Carletti afirma que praticá-lo é o “ato de fazer sexo consigo mesmo”, e que muitos buscam a filosofia para conhecerem melhor o próprio corpo e os desejos. Que forma melhor de fazer isso do que se masturbando?

IG

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada

EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

Programa com a participação dos membros da Igreja Rei dos Reis

CADASTRAMENTO

VÍDEO: Prazo final para biometria na região de Catolé do Rocha é antecipado, e Justiça alerta eleitores