header top bar

section content

Detran-PB reforça Operação Lei Seca durante as festas de fim de ano

O órgão contará com a parceria da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran).

Por Priscila Belmont

22/12/2017 às 11h21

Detran-PB intensifica Operação Lei Seca . (Foto: Divulgação)

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) vai intensificar as fiscalizações da Operação Lei Seca nas vias públicas durante as festas de Natal e Ano Novo em todo o Estado. O órgão contará com a parceria da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran).

Segundo o superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, o trabalho será intensificado do Litoral ao Sertão, com o intuito de inibir a combinação de álcool e direção, visando diminuir o número de acidentes e mortes no trânsito em todo o Estado. “Precisamos reagir e minimizar as estatísticas negativas em relação às mortes nas vias e rodovias públicas da Paraíba”, destacou Agamenon.

De acordo com o atual chefe da Divisão de Policiamento e coordenador da Lei Seca, capitão Edmilson Castro, serão escalados diariamente, no período das festividades de final de ano, em horários específicos, 15 agentes da Lei Seca e quatro policiais. “A Polícia Militar irá dar apoio nas fiscalizações, com efetivo do BPTran”, informou o capitão Castro.

Durante as blitzen também serão realizados trabalhos educativos, em parceria com a Divisão de Educação de Trânsito do Detran-PB, “voltado para a conscientização das pessoas no tocante à importância de se cumprir as leis de trânsito e sobretudo não misturar álcool e direção”, enfatizou o capitão.

Secom PB

“Boca Quente” fala sobre Nilvan, Josival, Gutemberg e narra fato que mais lhe chamou atenção na área policial

PROGRAMA XEQUE-MATE

VÍDEO: Padre e missionários falam sobre recuperação de dependentes químicos na região de Cajazeiras

DIÁRIO ESPORTIVO

Ao lado de grandes nomes da imprensa, Diário Esportivo debate as rodadas da Série C e D do Paraibano

PARTIU PARA O ATAQUE

VÍDEO: Júnior Araújo diz que José Aldemir vai perseguir servidores que não apoiarem campanha de Paula