header top bar

section content

HRC abre processo para apurar envolvimento de funcionários em golpes a pacientes da UTI

A assessoria informou que o departamento jurídico do hospital já está ciente e deverá tomar todas as medidas para o caso.

Por

15/01/2016 às 08h55

Cresce acidentados na região de Cajazeiras. Confira!

A diretoria do do Hospital Regional de Cajazeiras instaurou uma sindicância interna para apurar possíveis envolvimentos de servidores da unidade de saúde com as tentativas de fraudes às famílias dos pacientes da Unidade de Terapia Intensiva. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (14), pelo  Assessor de Comunicação, Daniel Oliveira.

De acordo com informações chegadas a nossa reportagem, as vítimas das tentativas de golpes são as visitantes dos pacientes da UTI, que logo após deixarem o local recebem a ligação do falso médico. As informações dão conta que a pessoa ou quadrilha que vem atuando em Cajazeiras estaria recebendo prontuários dos pacientes e das visitas.

VEJA TAMBÉM

► Famílias de pacientes internados na UTI do hospital de Cajazeiras são alvos de golpe

Daniel Oliveira declarou que os profissionais do HRC seguem o código de ética e não acredita em envolvimento de nenhum servidor no suposto esquema golpista, e justificou: “o estelionatário consegue de dados de qualquer pessoa”.

Ele informou também, que o departamento jurídico do hospital já está ciente e deverá tomar todas as medidas para o caso.

Ouça áudio da Rádio Patamuté FM!

Entenda
O Hospital Regional de Cajazeiras, através da sua assessoria, usou a imprensa local nesta quarta-feira (13), para alertar as famílias de pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva acerca de um novo golpe que está sendo praticado no município. O contato com as famílias é feito por telefone e a pessoa se identifica como médico do HRC.

Segundo informações de Daniel Oliveira, aproveitando-se do fato de não ser autorizado acompanhante aos pacientes do eixo vermelho, pessoas de má fé estão entrando em contato com familiares das vítimas, para pedir dinheiro com a justificativa que é para comprar medicamento ou realizar algum exame que o hospital não oferece.

Ele explicou que os ‘golpistas’ pedem que a família deposite o dinheiro em conta bancária e alertou: “o hospital oferece medicação e exames aos seus pacientes sem cobrar nada”. 

Daniel Oliveira não soube informa de onde está partindo essa prática, mas pediu atenção aos familiares para que não caiam nessa história. “O hospital de Cajazeiras não pede dinheiro para nenhum paciente, fiquem atentos e chamem a polícia”.

DIÁRIO DO SERTÃO

Tags:
EM CONTINÊNCIA AO SENHOR JESUS

A divindade de Cristo e do Espirito Santo é bíblica? Programa Evangélico tira dúvidas em relação ao tema

EX-POLICIAL MILITAR

VÍDEO: Antes de virar pastor, ex-policial diz que matava pessoas porque resolveu “tomar o lugar de Deus”

CRISE EMOCIONAL

VÍDEO: Programa Psicologia no Ar debate sobre ansiedade e depressão em estudantes universitários

FUTEBOL PARAIBANO SOB INVESTIGAÇÃO

Diário Esportivo comenta os desdobramentos da operação que investiga possível manipulação no Paraibano