header top bar

section content

De olho: Dono de casa lotérica suspeito de agiotagem é preso em cidade do Sertão

Um empresário de 51 anos, dono uma casa lotérica da cidade de Patos, no Sertão paraibano foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira (6).

Por

07/01/2016 às 11h31

Dono de casa lotérica suspeito de agiotagem é preso

Um empresário de 51 anos, dono uma casa lotérica da cidade de Patos, no Sertão paraibano foi preso em flagrante, na tarde desta quarta-feira (6). Segundo investigação da Polícia Civil, ele é suspeito de praticar agiotagem dentro da própria agência.
 
Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, os policiais encontraram cerca de R$ 715 mil em espécie, documentos de veículos, contratos de empréstimos e uma arma de fogo que estavam na sala do empresário.

Veja mais!

► Detentos simulam rebelião em presídio e matam colega de cela suspeito de estuprar crianças de seis e três anos

 
Segundo o delegado seccional da Polícia Civil de Patos, Sylvio Rabelo, o empresário estava sendo investigado há cerca de dois meses e a suspeita é de que ele praticava agiotagem há pelo menos cinco anos na cidade.
 
“Nós recebemos a informação de que o dono da casa lotérica agia como agiota, usando a agência como local para realizar os empréstimos irregulares. Com o mandado de busca e apreensão em mãos, entramos no local e encontramos materiais como contratos e documentos que reforçam a suspeita de agiotagem. Além disso, foi encontrada a quantia de R$ 715 mil, fora do cofre da casa lotérica. Este dinheiro estava dividido em gavetas, e mesas dentro da sala do suspeito”, disse o delegado.
 
Ainda de acordo com Sylvio Rabelo, a arma encontrada na casa lotérica é um revolver calibre 38, que estava com munições do mesmo calibre. O suspeito também foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma. O empresário foi encaminhado para a delegacia, para onde também foi levado o dinheiro e material apreendido.
 
O delegado disse que uma fiança deverá ser arbitrada ao suspeito, mas, até 17h50 (horário local) desta quarta-o valor não tinha sido definido. A Polícia Civil afirmou que também informará oficialmente a Caixa Econômica Federal sobre o ocorrido.

Do G1PB

A FAVOR DA REFORMA

Empresário diz que Justiça do Trabalho só penalizava os patrões e chama a CLT de ‘excrescência jurídica’

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares