header top bar

section content

Deputado e secretário de Sousa viajam a Brasília e garantem visita de equipe do Governo Federal à cidade

Eles foram recebidos pela gerente de Programas da SEPPIR, Desiree Tozi, e pela técnica do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Por

12/12/2015 às 17h00

Deputado e secretário de Sousa viajam a Brasília

O deputado federal Marcondes Gadelha (PSC) e o secretário de Assistência Social do município de Sousa, Lafayette Gadelha, participaram nesta sexta-feira (11), de uma audiência na Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR), em Brasília. Na pauta, a busca por políticas públicas federais e apresentação das propostas para revitalização do Centro Calon de Desenvolvimento Integral de Sousa – PB (CCDI).

Eles foram recebidos pela gerente de Programas da SEPPIR, Desiree Tozi, e pela técnica do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS, Maria Helena. “Saímos com a confirmação de duas ações que vão atender às demandas imediatas da comunidade cigana, além da apresentação de propostas a médio e a longo prazo de revitalização do Centro Calon”, assegura Marcondes Gadelha.

Ficou acordado durante a reunião o agendamento da visita de gestores e técnicos da SEPPIR, do MDS e do Ministério da Saúde ao município de Sousa no dia 26 de janeiro para se reunirem com a comunidade cigana. Também pontuaram a instalação da Comissão Intersetorial Municipal, cujo principal objetivo é o de elaborar um plano territorial geográfico para que seja ofertadas melhores politicas públicas para os ciganos e elaboração de um cadastro único.

“Foi uma conquista o agendamento da equipe dos principais Ministérios que tratam das politicas públicas voltadas à comunidade cigana. Serão apresentadas propostas e iremos, em conjunto, definir as prioridades. Além disso, essa comissão que a prefeitura ficará responsável em formar vai agilizar o cadastramento único dessas famílias para que elas possam participar dos diversos programas sociais federais, dentre eles o Bolsa Familia.

O deputado paraibano explica o benefício deste cadastro único. “Sabemos que o número de famílias ciganas é bem maior do que o atual apresentado e, com esse trabalho de cadastrar todas as famílias, o Governo Federal poderá elaborar políticas públicas que de fato atendam às demandas da comunidade”, disse Marcondes Gadelha.

Também foi apresentada na reunião a proposta de viabilidade da instalação de um Centro de Referência e Assistência Social – CRAS dentro do CCDI. “O CRAS que hoje é geograficamente de referência da comunidade cigana oferecerá serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, que são as oficinas, os grupos e cursos voltados para as áreas artísticas, lúdicas, esportivas e culturais”, explica Lafayette.

Da Assessoria

CALDEIRÃO POLÍTICO

VÍDEO: Aliado releva que dois vereadores de oposição estão rasgando elogios ao prefeito Airton Pires

DIÁRIO ESPORTIVO

Diário Esportivo recebe o professor Sérgio Cunha divulgando o IV Open paraibano de Karatê; Confira!

CASA NOVA

Locutor esportivo troca de emissora de rádio em Cajazeiras e revela mágoa: “Tomei uma pancada violenta”

NOVIDADES

VÍDEO: Novo padre da Paróquia São João Bosco confirma que pretende revitalizar a Praça Camilo de Holanda