header top bar

section content

Polícia prende quatro acusados da morte do garoto de 5 anos esquartejado na Paraíba

Moradores da cidade se concentraram na noite desta terça (13) e tentaram invadir a delegacia pra linchar os acusados do crime

Por

14/10/2015 às 15h04

População queria linchar os acusados na delegacia. (Foto: Reprodução/patosverdade)

A Polícia Civil de Sumé, Cariri paraibano, prendeu na noite desta terça-feira, 13, quatro pessoas acusadas de participar da morte do garoto, Everton Siqueira, de 5 anos de idade. 

A polícia trabalha com as seguintes linhas de investigação: que a morte tenha ocorrido motivada por um ritual de magia negra ou por vingança, já que a mãe de Everton teria presenciado um assalto praticado por Paulistinha e ela seria a principal testemunha contra o homem e ele teria prometido se vingar da mulher ou que a morte tenha sido praticada por um doente mental.

Foram presos a mãe do garoto, Laudenice dos Santos Siqueira, 22 anos, o padrasto, Daniel Ferreira dos Santos, 31 anos, João Batista de Sousa, que estava no local em que o corpo foi desovado, e Denivaldo Santos Silva ,de 37 anos conhecido como Paulistinha.

Veja mais:

► Menino de cinco anos é encontrado morto na PB. Ele foi aberto do pescoço à virilha

Segundo os delegados, delegados Paulo Ênio Rabelo e Yure Givado, o menino estava desaparecido desde o último domingo (11) e foi encontrado em um matagal com lesões na cabeça, com o corpo aberto do pescoço até a altura da ‘virilha’ e com o pênis decepado.

Conforme a Polícia Civil, a mãe da criança vai responder inicialmente por comissivo por omissão, que é quando a pessoa abstém de agir para evitar um crime. O padrasto, o doente metal e um amigo da família da vítima vão responder por homicídio duplamente qualificado.

“Nada foi descartado até agora. Temos quatro presos – que não temos dúvidas da participação deles na morte do garoto – e três linhas de investigações. Uma foice foi apreendida. Vamos ouvir outras pessoas, que podem estar envolvidas nesse crime. Em curto espaço de tempo vamos elucidar a morte da criança”, avisou delegado Paulo Ênio.

Moradores da cidade se concentraram na noite desta terça (13) e tentaram invadir a delegacia pra linchar os acusados do crime, Para dispersar a população, os policias usaram spray de pimenta e foi solicitado reforço da Polícia Militar.

PATOS VERDADE

DA REGIÃO DE CAJAZEIRAS

VÍDEO: Do assassinato do pai ao sucesso na política, prefeito conta trajetória de superação no Interview

'AULÃO SOLIDÁRIO'

VÍDEO: Ordem DeMolay de Cajazeiras promove aulão gratuito preparatório para o ENEM; veja como participar

ENTRETENIMENTO

Maria Calado na TV com os integrantes do espetáculo “Trinca mas não quebra” e o cantor Lucas Soares

ALÍVIO

VÍDEO: Presidente da OAB de Cajazeiras afirma que a Comarca de Bonito de Santa Fé não será mais fechada